Resenha #139: O Eterno Namorado e O Par Perfeito

Título: O Eterno Namorado
AutoraNora Roberts 
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 304


Tudo o que acontece na vida de Owen Montgomery é meticulosamente organizado em uma planilha ou lista de tarefas. No trabalho não é diferente, e é graças a sua obsessão por ordem que a Pousada Boonsboro está prestes a ser inaugurada – dentro do cronograma. 
A única coisa que Owen jamais previu foi o efeito que Avery MacTavish teria sobre ele. A proprietária da pizzaria em frente à pousada sempre foi amiga da família e agora, enquanto vê em primeira mão a fantástica reforma pela qual o lugar está passando, também observa a mudança gradativa de seus sentimentos por Owen. 
Os dois foram namorados de infância, e desde então tinham estado bem distantes dos pensamentos um do outro. O desejo que começa a surgir entre eles, porém, não tem nada de inocente e é impossível de ignorar. 
Enquanto Owen e Avery decidem se render à paixão e levar seu relacionamento a um nível mais sério, a inauguração da pousada se aproxima e dá a toda a cidade um motivo para comemorar. Mas quando os traumas do passado de Avery batem à porta e a impedem de se entregar, Owen sabe que seu trabalho está longe de terminar. Agora ele precisa convencê-la a baixar a guarda e perceber que aquele que foi seu primeiro amor pode também ser seu eterno namorado.

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje venho falar de “O Eterno Namorado”,  o segundo livro da trilogia “A Pousada”, da autora Nora Roberts.

A construção/reforma da Pousada de Boonsboro continua,  e nesse livro a história é protagonizada por Owen Montgomey Avery MacTavish.

Owen é o mais metódico dos irmãos, extremamente organizado, anota tudo o que deve fazer em muitas listas, já Avery, tem um espírito mais livre, pinta seus cabelos de cores conforme seu humor, uma ótima cozinheira, e como já sabemos desde o primeiro livro, é dona da pizzaria da cidade, a Vesta.

Ambos são super trabalhadores, esforçados, se conhecem desde sempre e, como cresceram em uma cidade pequena, brincavam juntos quando crianças, chegando a namorar.

A mãe de Owen tem um grande carinho por Avery e vice-versa, já que ela faz o papel de mãe para Avery, desde que a mãe da garota a abandonou apesar com seu pai, ainda na infância.

 Sentimentos despertam e mesmo que demore um pouco para eles entenderem o que passa em seus corações, eles se rendem e é muito gostoso ler.  Gostei muito de ver a personagem deixar seu trauma de infância, deixar curar suas feridas em relação a sua mãe e seguir sua vida e seu relacionamento com Owen.

A trama da Lizzy, o fantasma da pousada, tem sequencia, mas a conclusão virá no livro 3.

Saiba que tanto o primeiro como este livro, são livros gostosinhos de ler, de mergulhar nas histórias, de se apaixonar pelo mocinho, pela cidade, pelas pessoas.

Vale muito a leitura, principalmente quando queremos um livro para envolver, acolher, de leitura rápida, que nos deixem suspirando, e isso Nora Roberts sabe fazer com maestria.


Você ainda não leu o primeiro? Se entregue a essa trilogia e seja feliz! 


 Título: O Par Perfeito
AutoraNora Roberts 
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 320


Mesmo sendo conhecido como o mais durão dos irmãos, Ryder Montgomery deixa as mulheres aos seus pés quando coloca seu cinto de ferramentas. Nenhuma delas é imune a seu jeito sexy quando está no trabalho. Sem contar, é claro, Hope Beaumont, a gerente da Pousada BoonsBoro.
Ex-funcionária de um luxuoso hotel em Washington, Hope está acostumada à agitação e ao glamour, porém isso não significa que ela não aprecie os prazeres da cidade pequena. Sua vida está exatamente como ela deseja – exceto pela questão amorosa. Sua única interação com alguém do sexo oposto são as frequentes discussões com Ryder, que sempre lhe dá nos nervos. Ainda assim, qualquer um vê que há uma química inegável entre os dois.
Enquanto o dia a dia na pousada transcorre sem problemas graças aos instintos infalíveis de Hope, algumas pessoas de seu passado estão prestes a lhe fazer uma indesejável – e humilhante – visita. Mas, em vez de se afastar ao descobrir que Hope tem seus defeitos, Ryder só fica mais interessado por ela. Será que pessoas tão diferentes podem formar um par perfeito?
No livro que encerra a trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta Ryder Montgomery, que, ao tentar driblar o amor refugiando-se no trabalho, acabou sendo surpreendido pelo sentimento mais nobre e profundo que já teve.

O Par Perfeito”, é o último livro da Trilogia “A Pousada” e como nos dois primeiros somos levados a rotina da cidade de Boonsboro, onde a construção da Pousada vai terminando e é inaugurada ao longo do livro.

A atmosfera acolhedora do livro, assim como, o conhecimento prévio das personagens facilita a leitura, e vou contar para vocês que mesmo sendo um livro despretensioso, com romances açucarados, me deixou curiosa quanto à vida que se segue após o término do livro. Não que o livro deixe pontos em aberto, a autora soube terminar a história muito bem. O que restou foi a curiosidades mesmo!

Aqui, seguimos com a história de Ryder e Hope. Ryder é o mais “bruto” dos irmãos, e tem um temperamento um pouco diferente dos outros. Hope, a gerente do hotel, muito organizada, com quem Ryder se estranha desde o primeiro livro. Mas é como falam, o amor e ódio andam meio juntos, né?
A história se desenrola nesse clima de leveza, e a temos a conclusão da trama da Lizzy, de uma forma singela e encantadora.

Recomendo muito a leitura dessa trilogia encantadora, que combina perfeitamente com um dia frio, coberta, e um bom chocolate quente, chá ou café!

Espero que tenham gostado! Beijos e até o próximo post!

                                                      Resenha escrita por Ana Carolina


6 comentários:

  1. Nunca li nada da Nora Roberts. São tantos livros e série que realmente fica complicado saber por onde começar. Adorei a resenha.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana!
    Adoro a escrita da Nora! Essa trilogia está na minha lista de leitura, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ela. Pelo o que você escreveu, são histórias realmente envolventes e com bons personagens - o que me deixou super ansioda pra ler, acho que vou pular uns livros na minha fila haha
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oiee Ana ^^
    Fico feliz em saber que gostou dos livros, mas eu não arriscaria ler. Li dois livros da Nora (um romance e um sobrenatural), e acabei não gostando de nenhum dos dois, principalmente porque não me envolvi com a escrita da autora e nem com os personagens. Acho então que não nasci para ler os livros dela :/
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana,
    Sempre que vejo uma resenha desse livro fico doida para ler essa trilogia. Alguns aspectos dela me lembra muito a trilogia das flores e fico curiosa para saber se a Nora apenas fez uma apitação, apesar de achar bem difícil ou até mesmo se ela conseguiu criar um enredo tão envolvente quantos.
    Amo a escrita dela, mas já tem um tempinho que não leio nada da autora. Acho que um dos pontos fortes é a fluidez com que a história acontece e nos deixando totalmente envolvidos com a narrativa.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia essa trilogia, mas não sou muito familiarizada com os livros da Nora Roberts. É uma autora que eu sempre vejo muitas pessoas elogiando, mas nunca me bateu aquela vontade de ler.
    Essa trilogia parece ser uma leitura muito leve e gostosa. Apesar de me parecer um pouco clichê, acho que iria gostar por esse clima acolhedor que você mencionou e por ser uma leitura tão fluida.
    Amei a resenha dos dois livros e vou adicionar a trilogia na minha lista de desejados.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ana. Eu li essa trilogia e achei-a encantadora! Confesso que gosto mais do terceiro livro, mas todos são bem fofos, e essa pousada e essa família nos deixam com gostinho de quero mais. Assim como você, fiquei também cheia de vontade de saber da vida pós livro de cada um.

    ResponderExcluir