Resenha #140: Entre a ruína e a paixão

Título: Entre a ruína e a paixão
AutorSarah Maclean
Editora: Gutemberg
Nº de Páginas: 304


Temple viu seu mundo desmoronar quando acordou completamente nu e desmemoriado em uma cama repleta de sangue. Destituído de seu título e acusado de assassinato, o jovem duque foi banido da sociedade. Doze anos depois, recuperado em sua fortuna e seu poder como um dos sócios do cassino mais famoso de Londres, sua redenção surge quando a única pessoa que poderia provar sua inocência ressurge do mundo dos mortos. 
Após doze anos desaparecida, Mara Lowe se vê obrigada a reaparecer quando seu irmão perde toda a fortuna da família nas mesas do cassino do homem cuja vida ela arruinou. 
Temple quer provar a todos que é inocente e, sobretudo, se vingar e destruir a vida daquela mulher, enquanto Mara precisa enfrentar o passado para recuperar seu dinheiro. Assim, os dois formam um acordo obsceno que os une em um jogo de poder e sedução. 
Mas ambos descobrem que a realidade esconde muito mais do que as aparências revelam e eles se veem em uma encruzilhada na qual precisam escolher entre lavar a honra do passado e garantir o futuro ou ceder ao desejo de se entregarem de vez à irresistível atração que sentem um pelo outro, mas que pode arruiná-los para sempre.

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje é dia de falar sobre o terceiro livro da série clube dos canalhas: Entre a ruina e a paixão, da autora Sarah Maclean. Bora saber o que achei desse romance de época?


Há momentos que mudam a vida de uma pessoa.E caminhos que chegam sem uma bifurcação na estrada.

Temple tinha um futuro brilhante pela frente até ser encontrado nu em uma cama, coberto de sangue. O jovem Duque fora acusado de matar sua futura madrasta, sendo banido da sociedade e considerado por todos “O duque assassino”.

O mesmo reconstruiu sua vida sendo um dos proprietários do anjo caído, o maior clube de jogos de Londres, onde participa de lutas todas as noites e nunca as perde. Entretanto, a vontade de provar sua inocência nunca o abandonou.


Mas o Duque de Lamont, conhecido pelos cantos mais sombrios de Londres como Temple, lutava por paz. Ele lutava por aquele momento em que não se é nada além de músculos e ossos, movimentos e força, destreza e fintas. Pelo modo como a brutalidade bloqueava o mundo ao redor, silenciando o alarido da multidão e as lembranças de sua mente, deixando-o apenas com sua respiração e força. Ele lutava porque, ao ongo de doze anos, era somente no ringue que ele conhecia a verdade de si mesmo e do mundo. A violência era pura. Todo o restante era maculado. E esse conhecimento fez dele o melhor que havia.

 O que o mesmo não esperava, era que teria uma chance de fazê-lo: a única pessoa que poderia fazê-lo “ressurge dos mortos”.

Mara Lowe volta e o procura, com o intuito de liquidar as dívidas do irmão junto a casa de jogos e assim salvar seu patrimônio. Ela faz um trato com Temple para limpar sua honra perante a sociedade, enquanto o mesmo pretende expô-la e se vingar por tudo que o fez passar.

Entretanto, a vingança e o trato começam a dar lugar a algo mais. Seria possível um romance entre duas pessoas que tem um passado tão marcado?


 Esse foi um daqueles romances de época que comecei ler desacreditando sabe? Não passava pela minha cabeça que poderia existir uma relação entre os personagens dessa trama após todo o passado que carregavam. Não imaginava que Temple poderia ter algo com Mara após a mesma prejudicar tanto sua vida. Por isso, iniciei o livro com um pé atrás e acreditando que seria a minha primeira decepção com Sarah Maclean. Fico extremamente feliz em dizer para vocês que me enganei!

Quando Mara aparece logo na primeira cena, pedindo para que Temple perdoe a dívida de seu irmão, bem, eu pensei que a odiaria por toda a obra. Com o passar das páginas começamos a entender o porquê desta atitude, bem como da atitude do passado e já começamos a nos questionar se ela realmente é a vilã da história de Temple.

Ele, por outro lado, passou por poucas e boas por causa da moça, mas, encontrou seus sócios do Anjo Caído graças à atitude de Mara. Estes se tornaram sua família e lhe deram muito mais carinho e apoio que jamais havia recebido na vida, o que podemos ver claramente nos livros anteriores.

Quando os dois começam a se envolver, primeiro senti raiva dela, depois dele, depois dos dois juntos e depois de todos esses sentimentos conflitantes, lá estava eu torcendo pela felicidade dos dois. Vai entender né? Haha

O que quero dizer com isso tudo é que, através de sua escrita fluida e envolvente, Sarah conseguiu conduzir o leitor através de sua escrita, nos mostrando que nem tudo é o que parece. Ela faz com que o leitor perceba ambos os pontos de vista dos personagens, que há males que vem para bem e que para toda história existem duas versões.

Um outro ponto que me ganhou muito no livro foi a participação dos outros sócios do Anjo na história. Um vai se metendo na vida do outro, deixando a história ainda mais dinâmica e divertida.

Quanto ao final, ele trouxe um plot twist que, caso você não tenha adivinhado ainda, vai te deixar de queixo caído!

Apesar de não ter sido meu livro favorito da série, este foi uma excelente leitura, que me ganhou e envolveu, até que não conseguisse larga-la antes da ultima página. Fica aqui minha recomendação para vocês, não só deste livro, mas, de toda série!

Espero que tenham gostado da resenha de hoje! Não deixem de comentar, beijos e até o próximo post!


15 comentários:

  1. Oi Polly!

    Tudo bem? Eu adorei conhecer um pouco mais sobre "Entre a ruína e a paixão", tenho adorado um romance de época e com certeza vou apostar neste.

    Eu acredito que gostaria da Mara bem rápido, já o Temple acho que levaria um pouco mais de tempo. Tenho que entender as motivações de uma personagem para sentir qualquer afinidade com ela, por isso acho que levaria um tempo pra me afeiçoar a ele.

    Eu adorei saber que a escrita é fluida e envolvente, é bom que a leitura tenha um ritmo legal.

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  2. Adoro histórias de amor que nasce da raiva, é ainda mais forte e o casal sempre luta contra seus sentimentos e tudo isso com a dinâmica e diversão que você citou.
    Ótima dica e as fotos estão lindonas.

    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiee Polly ^^
    Eu sou apaixonada por romances de época, mas sabe que ainda não li essa série? Tenho muita curiosidade de conhecer as histórias e os personagens, sempre vejo alguma resenha positiva a respeito de algum dos livros. E, diferente dos romances de época que costumo ler, imagino que aqui as coisas não sejam tãão previsíveis, né?
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi!

    Apesar de romances de época estarem em alta, nunca li nenhum livro desse gênero e também não tenho interesse por enquanto. Jã li comentários falando muito bem dessa série, mas as sinopses não conseguem me despertar curiosidade.
    Dessa vez passo a dica!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Polly!

    Eu amo romances de época, mas ainda não li nada da Sarah (o que realmente acho uma pena!).

    Entre a ruína e a paixão já é o terceiro livro da série Clube dos Canalhas? Nossa! Eu gosto muito de séries assim: que da pra gente ler (e entender o livro!) independente se ele é o primeiro ou o último volume.

    Temple parece ser um personagem bem complexo e eu adoro isso, acho que ia amar desvendar os mistérios que cercam a personalidade dele. Já Mara parece ser mais simples, mas igualmente interessante.

    Adorei a dica de leitura e com certeza vou anotar para ler o quanto antes possível!

    Beijos :: Aninha
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  6. Oi.

    Tenho muita vontade de conhecer a escrita dessa autora. Já pensei várias vezes em ler os livros, mas sempre acabo deixando para comprar depois. Adorei a resenha, é a primeira que leio sobre esse livro e já me apaixonei por ele. Espero conseguir comprar assim que for possível.

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bom?
    Já ouvi muitos elogios a autora, porém não conheço a série, então fiquei um tiquinho perdida enquanto lia, até porque como é o terceiro livro da série, fiquei com medo de algum spoiler dos livros anteriores, que pretendo ler ^^

    ResponderExcluir
  8. Essa é uma autora na qual ainda não tive oportunidade de conhecer a escrita, mas a maneira que você resenhou me deixou muito interessada, principalmente pela maneira fluída que segundo você, ela escreve. Por muito tempo me questionei sobre esses dois pontos de vista dos personagens, eu sentia falta disso para a história ficar completa, que bom que a autora pensou nisso!

    ResponderExcluir
  9. Nunca li nada da autora e com certeza não foi por falta de indicações e elogios. Apesar de adorar romances, li pouquíssimos históricos e acho que quero entrar de cabeça neste gênero por esta serie. Acho que vou adorar, do primeiro volume ao ultimo!!! Espero poder fazer isso em breve.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oie!

    Nunca li nada dessa autora, mas todos que leem falam muito bem, eu por outro lado estou bem parada nas leituras de romance, por isso vou passar a dica dessa obra, mas no momento que eu voltar a ler, com certeza procurarei uma obra da Sarah para realizar a leitura!

    Bjss

    ResponderExcluir
  11. Se tem uma série que sou louca para começar, é essa. Os enredos são tão envolventes. Apesar de não ser i seu preferido, me animei bastante com a história e, fico contente em perceber que Mara vai nos conquistando aos poucos.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  12. Olá. ..
    Tinha os mesmo pensamentose que vc e por isso não tinha dado uma oportunidade para iniciar essa leitura. Agora tentarei add ele nas metas. Adorei a resenha. Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi, Polly

    Como assim você sentiu raiva dela, dele, dos dois juntos, e depois torceu pra eles? Que cansativo! hahhahahaa
    Eu adorei a escrita da Sarah na série Números do Amor, curti tanto que fui correndo comprar essa série, mas ainda não pude ler.
    Fiquei curiosa para saber qual é esse plot twist aí do final! Hahahah

    Beijocas
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Polly,
    Adoro o gênero e ler suas resenhas me encanta cada vez mais porque são sempre cheias de amor, mas, pasme, ainda não li nada dessa autora. Adorei a questão de os personagens terem passados conturbados e fiquei intrigada para saber como o desenvolvimento acontece.
    O romance parece ser encantador em todos os sentidos, espero ler ele para ontem!
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá,

    Eu tive o prazer de ler o primeiro livro dessa série e devo dizer Sarah é sublime escrevendo romances de época, já li dois dela e quero ler todos! Acho essa capa muito bonita e estou doida para saber mais sobre o Temple e conhecer sua futura esposa haha. Espero gostar desse livro como gostei dos outros da autora.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir