Resenha #150: Origem

Título: Origem
AutorDan Brown
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 432


De onde viemos? Para onde vamos?
Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete "mudar para sempre o papel da ciência".
O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, de 40 anos, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento... algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana.
Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre.
Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch.
Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Alguém que não hesitará diante de nada para silenciar o futurólogo.
Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch... e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo.

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Confesso que estava bastante ansiosa por esta leitura, vez gosto muito dos livros de Dan Brown e dos temas que ele aborda. Entretanto, estava receosa, pois o último que li, Inferno, foi uma leitura arrastada e eu fiquei louca par a terminar logo por que não aguentava mais. Para saber sobre minhas impressões de leitura em relação a este livro é só continuar lendo a resenha!


Robert Langdon está na Espanha para a apresentação de seu ex-aluno, Edmond Kirsh no Museu Guggenheim de Bilbao. Kirsh, é um bilionário excêntrico, digamos assim, e visionário, gênio da área de computação e criou fama de futurólogo, e cuja apresentação diz responder duas grandes questões da humanidade: de onde viemos? E para onde vamos?

Ele mostra essa apresentação primeiramente para três expoentes de três religiões: católica, muçulmana e judaica, e eles ficam aterrorizados com a apresentação que promete balançar os pilares das religiões.

Durante a apresentação, Kirsh é assassinado com um  tiro na cabeça e Robert Langdon juntamente com Ambra Vidal, diretora do museu e noiva do Príncipe Julian da Espanha,  saem para descobrir como continuar a apresentação de Kirsh, já que perceberam que muitos não querem que o mundo a veja.

Em meio a fatos históricos e religiosos, Robert e Ambra precisarão escpaar de inimigos poderosos que não hesitarão ante a nada para silenciar o futurólogo.


Em uma jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, tão característica do autor, os dois terão de encontrar pistas que os deixarão cara a cara com a revelação de Kirsch e com uma verdade espantosa ignorada a tanto.


Como puderam perceber, o livro em si e a temática que aborda são bastante intrigantes, destas que aguça a curiosidade do leitor, porém, em algumas partes temos cenas extremamente descritivas, como por exemplo, em algumas partes que abordam pontos turísticos espanhóis! Para alguns, tal descrição é incrível para vislumbrar o lugar, mas, para mim, foram um tanto quanto cansativa, tornando minha leitura menos fluida e um tanto quanto arrastada.

O livro se encaixa perfeitamente nas fórmulas do livro do autor, que são praticamente as mesmas, mudando apenas os conhecimentos e temas abordados. Tenho uma ressalva em relação a isso, mas, cabe a você, leitor, decidir se te incomoda ou não.

O desenvolvimento em si, bem como o mistério, me agradaram muito, mas, confesso que o final me decepcionou. Acredito que o autor poderia ter surpreendido mais o leitor.  Não me entendam mal! Fui surpreendida sim pelo desfecho, já que não o esperava, mas, sabendo da capacidade do autor, esperava algo muito mais grandioso.

Acho que vale a pena trazer algumas citações maravilhosas para vocês, já que estas são um dos pontos que gostei muito no livro. Algumas delas são:

O sucesso é a capacidade de ir de um fracasso ao outro sem perder a entusiamo – Winston Churchill

O preço da grandeza é a responsabilidade – Winston Churchill

Os que não conseguem se lembrar do passado estão condenados a repeti-lo – Jorge Santayana

Ás vezes só é preciso mudar a perspectiva para enxergar a verdade de outra pessoa – Robert Langdon

Bem, como puderam perceber, foi uma leitura repleta de altos e baixos para mim, mas, acredito que esta foi válida e que é uma boa indicação para que conheçam e tirem suas próprias conclusões. E essa foi a resenha de hoje! Espero que tenham gostado! Beijos e até o próximo post!

Resenha por Ana Carolina
                                                                  

17 comentários:

  1. Estou louca pra ler esse livro <3
    Parabéns pelo blog, já estou seguindo para poder acompanhar as novidades

    www.papomoleca.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana! Vamos lá, Dan Brown. Li O Código, Anjos e Demônios, O Símbolo e Ponto de Impacto e pra mim foi o bastante. Ele consegue crias tramas boas e inteligentes, porém, na minha concepção, são repetitivas, cansativas. Ele muda o cenário, geralmente uma grande cidade com um belo passado histórico e arquitetônico, cheia de cultura, pinga uma pitada de religião e explosões e tá pronto o sorvetinho. Não tenho mais paciência. Acho mais do mais do mesmo.
    Enfim, acho válida a leitura, claro, porém pra mim não rola mais.
    Bjoxx <3
    http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  3. Não gosto desse livro desde o código Da vinci que é do mesmo escritor mais eu gostei da resenha e as fotos ficaram 10, já estou seguindo o blog !!bjs

    https://vireioverso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ana! Nunca li nada do Dan Brown e confesso que não tenho muita vontade. Sua resenha é bem positiva, ao meu ver, mesmo que o final não tenha sido 100% satisfatório e vou levar isso em consideração, porque pretendo ler algum dia algum livro do autor e acho que esse é uma boa opção - mesmo não sendo o primeiro sobre Robert Langdon.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  5. Olá, xará.
    É horrível quando a trama em si é boa, mas o final decepciona. Eu nunca li nada do Dan, mas confesso que essa trama me deixou MUITO intrigada, espero ter a oportunidade de ler esse livro!

    ResponderExcluir
  6. Oi Ana, tudo bem?
    Eu adoro os livros de Dan Brown, esses mistérios que envolve a leitura fica muito interessante, o que não gosto as vezes é a enrolação da trama, fica muito cansativo pra quem está lendo. Gostei muito da sua resenha parabéns e obrigado pela dica. Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Olá, ótima resenha. Acredita que ainda não li nada do autor? Apesar de já ter um livro dele na estante. Mesmo com suas ressalvas, esse livro me pareceu bem interessante e fiquei curiosa para lê-lo.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá...
    Gostei bastante de sua resenha... Muito bem escrita <3
    Porém não curto muito o gênero a qual ela pertence, portanto, prefiro passar a dica, mas, tenho umas amigas que curtem leituras assim então vou indicar seu post para elas.
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. Olá ♥
    Seria eu uma doida por não me interessar por nenhum livro do Dan Brown? Confesso que amei os filmes, mas os livros não tenho muito interesse. Gostei de ler suas ressalvas ele gosta meio de tratar o assunto religião né? O mistério é instante, mas não ainda a ponto de despertar minha vontade de fazer a leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Ana, tanta gente fala em Dan Bron que penso seriamente em começar a ler mas nunca encaixo nas leituras. Farei um esforço para tentar não passar de 2018 rs. Gostei de ver suas impressões, espero um dia ter as minhas. Bjs, Tell me a Book

    ResponderExcluir
  11. Oi!

    Eu só li O Codigo da Vinci do autor, mas tenho curiosidade em ler mais dele este ano. No entanto, isso me incomoda, do autor manter a mesma fórmula, espero que em outros livros do Dan Bron isso não aconteça... E que pena que o final te decepcionou, é horrível quando isso acontece. :(

    beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Sou suspeita pra falar, adoro Dan Brown e achei Origem diferente por envolver um pouco das tecnologias, mas sem esquecer o clássico de suas pesquisas. Porém, a única falta que senti foi ver mais do Robert Langdon tomando a frente das situações que dessa vez o senti mais apagado.
    Mas mesmo assim ainda indico essa leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bom?
    Eu li um livro do Dan Brown, mas achei extremamente recheado de informações históricas e isso acabou me cansando, pois era muito recorrente. Então passo a dica por enquanto, pois pelo jeito, esse vai ser bem parecido em termos de narrativa, rs. Mas adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    Eu estou bastante curiosa para ler esse livro. Eu entendo que às vezes as muitas descrições feitas pelo autor podem cansar, mas acho que já me acostumei com esse estilo dele.
    Só fiquei com o pé atrás com a sua ressalva em relação ao final. Eu já me decepcionei com o autor quando li Inferno e achei o final bem sem graça, esperava algo mais catastrófico e polêmico. Então, estou com medo de acontecer o mesmo com Origem.
    De qualquer forma, adorei sua resenha e espero ler este livro em breve para tirar minhas conclusões.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Muita gente tem gostado deste livro e alguns amigos que já leram, me indicaram porque acham que vou gostar das questões sobre religião, mas eu tenho um bloqueio com Dan Brown e não sei se encararia. Quanto a sua decepção do final, fiquei curiosa...
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi Ana Carolina, como está?
    Já li esse livro e posso te falar que discordamos quanto ao final. Eu achei muito assustador considerando que eu sou a louca do sci-fi. Meu, fiquei pensando: imagina se...? Me arrepiei de imaginar, ainda mais quando pensei que algo ficou implicado. Falando sério, eu ia adorar ver isso se desdobrando.
    A explicação de "para onde vamos" foi extremamente realista e fez um sentido gigantesco considerando os dias atuais.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?
    Quando eu vi que o blog era da Polly e que era a resenha desse livro, pensei: Será que a Polly leu? rs
    Gostei muito de conhecer suas impressões. Eu já tive o prazer de ler esse livro e gostei muito do que encontrei. Acho que o final não me decepcionou porque eu esperava que ele fosse dessa forma. Quando começamos a especular sobre "para onde nós vamos?" eu percebi onde era e minha teoria estava certa.
    Deu uma baita vontade de reler algum livro do Dan!
    Beijos

    ResponderExcluir