Resenha #157: Tipos incomuns

Título: Tipos Incomuns
AutoraTom Hanks
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 353

Um affaire agitado e divertido entre dois grandes amigos. Um ator medíocre que se torna uma estrela e se vê em meio à frenética viagem de divulgação de um filme. O colunista de uma cidadezinha com um ponto de vista antiquado sobre o mundo. Uma mulher se adaptando à vida na nova vizinhança após o divórcio. Quatro amigos e sua viagem de ida e volta à Lua num foguete construído num fundo de quintal.
Essas são apenas algumas das pessoas e situações que Tom Hanks explora em sua primeira obra de ficção. Os contos têm algo em comum: em todos, uma máquina de escrever desempenha um papel — às vezes menor, às vezes central.
Conhecido por sua sensibilidade como ator, Hanks traz essa característica para sua escrita. Ora extravagante, ora comovente, ocasionalmente melancólico, Tipos incomuns deleitará e surpreenderá seus milhões de fãs.

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Vamos a mais uma resenha no Entre Livros e Personagens! O livro da vez é Tipos Incomuns, lançado pela Arqueiro no ano passado! Bora saber como foi a leitura desse livro?


Forrest Gump, O naufrago, O código da Vinci e Wood, de Toy Story. O que estas referências têm em comum? Tom Hanks!

Quando soube que esse ator fantástico estava publicando um livro de contos, mais que depressa eu tive vontade de ler. Um homem que ‘viveu’ tantos papéis fantásticos só poderia ter algo muito maravilhoso para nos apresentar, não é mesmo? Foi cheia de expectativas que iniciei a leitura desse livro e infelizmente acabei me decepcionando.


Em tipos incomuns Tom Hanks cria contos, com os mais diversos temas, que dissecam a condição humana e todos os seus defeitos. Alguns contos apresentam situações corriqueiras, outros nem tanto, mas todos tem em seu conteúdo uma máquina de escrever – uma das grandes paixões do autor. Às vezes a máquina tem papel nas histórias, às vezes é apenas mencionada, mas, em todos os contos elas aparecem.


Confesso que apesar de não ler muitos contos, me senti extremamente atraída pela temática e esperava histórias que me tocassem como as referencias acima me tocaram. Fui com muita sede ao pote e é claro que acabou não funcionando tão bem para mim.

Tom Hanks mostrou nesse livro a sua grande capacidade em pegar qualquer tipo de situação, seja ela corriqueira, como um namoro entre duas pessoas muito diferentes que acaba não funcionando, algo mais tocante, como um soldado conversando com um companheiro de combate na noite de natal ou até mesmo a história de uma atriz que fez sucesso e que encontra-se esquecida, e transforma-la em algo. A questão é que se tornou notória essa capacidade.

Entretanto, por mais diferentes que possam ser essas situações e a forma como foram abordadas, elas foram só isso para mim. Eu não consegui criar empatia ou me encantar em absoluto com algum dos contos, e isso me incomodou muito, fazendo com que a leitura acabasse se arrastando e não funcionasse para mim.

Não sei vocês, mas como não sou crítica literária, o que conta para mim, na maioria das vezes, são as emoções que as leituras me passam e cá entre nós, se elas não me despertam emoção nenhuma, acabam se tornando mais uma história que eu li e foi o que aconteceu com esse livro, infelizmente.
Quero deixar claro que foi algo que aconteceu comigo. Pode ser que você leia e se apaixone pelo livro, então não deixem de ter sua própria experiência de leitura, ok?

Quanto à diagramação do livro, ela está simplesmente fantástica! A Arqueiro fez novamente um trabalho impecável, desde a capa até o início de cada conto, mostrando sua respectiva máquina de escrever.



Enfim! Este era um livro que eu queria muito, muito, mas muito mesmo ter amado. Queria ter me apaixonado pela escrita de Tom Hanks assim como me apaixonei por sua atuação, mas, infelizmente as coisas não funcionam assim, não é mesmo?

Mas como já disse acima, a experiência de leitura varia de pessoa para pessoa, então se está interessado no livro, não deixe de conferir só porque não funcionou comigo ok? As vezes um livro que não me causou empatia pode ser tornar o seu favorito da vida, não é mesmo? rs

Enfim! Espero que tenham gostado do post de hoje! Não deixem de comentar, ok? Beijos!

15 comentários:

  1. Olá, tudo bom?

    Eu também gosto bastante do Tom Hanks como ator, então fiquei bem curiosa sobre o trabalho dele como escritor. Além disso, me animei ao pensar nos contos que ele poderia escrever envolvendo máquinas de escrever, objeto que gosto muito. É uma pena que você não tenha gostado muito.
    É difícil nos apegarmos com contos, já que são histórias curtas e o autor tem que ter talento para nos envolver em sua narrativa. Mas ver que o Tom não conseguiu isso, me entristesse, já que eu estava com altas expectativas quanto a isso. Pelo jeito, ele é melhor atuando mesmo, rs.
    Talvez eu ainda dê uma chance, mas não criarei mais expectativas ;)

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação, mesmo assim :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bom?
    Adorei a resenha! Muito sincera, e não me tirou a vontade de ler o livro... adoro o Tom Hanks! Ele é simplesmente fantástico como ator. Quero ler e tirar minhas conclusões sobre sua escrita ❤

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bom? Isso costuma acontecer quase sempre comigo, ir com muita sede ao pote e acabar me decepcionando. Também admiro muito o Tom como ator e até tenho vontade de ler sua obra. Por ser uma obra de contos, acho que talvez eu acabe gostando.

    Beijos,
    www.livroapaixonado.com.br

    ResponderExcluir
  4. Realmente é um livro que eu quero ler, primeiro porque é contos, que eu amo, depois porque se trata de algo escrito pelo Tom Hanks, que como você mencionou, ele é fantástico. Acredito que comigo funcionaria e eu teria a empatia, uma vez que gosto do gênero do livro, então espero ler e me apaixonar.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu nao sabia que ele tinha lançado livro, que bacana! Eu adoro contos e adoro essa sensação que ele nos causa, ou você ama o conto ou odeia, não se preocupe, é algo totalmente normal. Pretendo ler em breve, dica mais do que anotada.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu fiz a leitura desse livro e achei bem interessante não por se tratar de alguma novidade, gostei mesmo dos locais descritos por Tom. Se pararmos pra analisar, ele nos leva a vários lugares do mundo em seus contos.
    No final valeu a pena ter lido. Pena que pra ti não tenha funcionado tão bem.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bem?

    Nossa, não fazia a menor ideia que ele tinha publicado um livro! Que d+ hahahaha

    O conto é um gênero que funciona muito bem pra mim! Acredito que as decepções vem justamente pela sede ao pote, pois esperamos tanto de uma determinada situação e nunca o acontecimento supre as expectativas! - já aconteceu isso cmg inúmeras vezes dentro deste fantástico universo literário hehehehe

    Mas eu fiquei bastante curiosa para conferir Tipos Incomuns, ainda mais depois de saber que a máquina de escrever possui um destaque especial em cada um dos contos!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Olá!Tudo bem?
    As decepções literárias,quem nunca passou por isso?Altas expectativas e uma queda enorme.
    Gosto bastante de livro de contos,gosto de conhecer outras histórias curtas e divertidas.Já tinha visto pessoas falar sobre o livro,mas nunca me interessei por ele.Também gosto de histórias que emocionam e não passa a ser apenas uma história.E não seria algo que me deixaria assim,pelo seu ponto de vista.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá!!!
    Adorei a sua resenha e acredito que cada livro tem um momento certo na vida para ser lido!! Mas você deixou vem claro que o livro não funcionou, mas mesmo assim sua resenha consegui me deixar curiosa pela forma que Tom Hanks narra situações cotidianas!!
    Parabéns pelo blog!!
    www.garotasdevorandolivros.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Quase pedi esse livro, mesmo com o book trailer e todo marketing, meu sexto sentido disse que não. Admiro muito o Tom como ator e decidi continuar assim. Lembro quando a Hillary Duff lançou uns livros e eu fiquei louca, querendo e quando li minha nossa senhora, por que fiz isso?
    A sinopse não me atraiu muito, apesar de ser uma história adulta e até meu estilo, não sei, não me pegou.
    Amei a sua resenha sincerona!

    ResponderExcluir
  11. Oie!

    Guria quando vi o lançamento desse livro fiquei com uma vontade louca de conhecer a obra, gosto muito dos filmes que o ator fez e como você só de pensar o que poderia sair de uma obra de um ator cheio de histórias com toda a certeza faz minha cabeça, espero poder ter a chance de em algum momento conhecer as histórias dos contos e a escrita do ator!

    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Oie, não senti atração desse livro, justamente porque sempre tenho esse receio de um livro de contos ser apenas mais uma história e não me marcar, o que ocorre na maioria das vezes. Que bom ver que minhas impressões não estavam erradas e percebi, pela sua resenha, que não é o tipo de livro que quero no momento.

    ResponderExcluir
  13. Uma coisa que aprecio em autores é quando eles conseguem pegar um tema corriqueiro da vida das pessoas e transformar em algo muito legal, me surpreendi com o tom hanks como escritor, não esperava isso, mas não sou a maior fã de contos, sempre acho que não passa tudo que deveria por ser pequeno.

    ResponderExcluir
  14. Oi Pollyanna, como está?
    Conheço o Tom Hanks mais como ator, porém, me atiçou a curiosidade esse lado escritor dele, ainda mais usando uma máquina de escrever como mote. ADOREI a ideia, sendo bem honesta, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    Excelente resenha apesar do livro não ter sido totalmente positivo.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá,

    Eu não sou muito fã de contos, porque ou acho eles rasos demais ou fico esperando por uma continuação que não virá, por isso não costumo lê-los. Mas, por ser um livro do Tom, fiquei curiosa para saber mais, lendo resenhas como a sua, vi que existe uma grande probabilidade de que não irei curtir, por isso deixo a dica passar por agora.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir