Resenha #187: Ninguém vira adulto de verdade

Título: Ninguém vira adulto de verdade
Autora: Sarah Andersen
Editora: Seguinte (Companhia das Letras)
Nº de Páginas: 120
"As tirinhas certeiras de Sarah Andersen, que já contam com mais de 1 milhão de fãs no Facebook, registram lindos fins de semana passados de pernas pro ar na internet, a agonia de andar de mãos dadas com alguém de quem estamos a fim (e se os dedos ficarem suados?!), a longa espera diária para chegar em casa e vestir o pijama, e a eterna dúvida de quando, exatamente, a vida adulta começa.
Em outras palavras, este livro é sobre as estranhezas e peculiaridades de ser um jovem adulto na vida moderna. A sinceridade com que Sarah Andersen lida com temas como autoestima, timidez, relacionamentos e a frequência com que lavamos o sutiã torna impossível não se identificar com esses quadrinhos hilários e carismáticos."
Olá pessoal, tudo bom com vocês? A resenha de hoje é bem diferente das que vocês estão acostumados a encontrar aqui no blog. O motivo? O livro resenhado é  nada mais, nada menos que uma HQ, formada por um compilado de tirinhas maravilhosas da Sarah Anderson. Vamos conversar um pouquinho sobre Ninguém vira adulto de verdade?
Se você possui facebook, com certeza já se deparou com uma das tirinhas de Sarah postadas em sua página Sarah’s Scribbles. A autora utiliza sua página para postar tirinhas autobiográficas, com as quais eu particularmente me identifico muito, então mal podia esperar para ler o compilado feito pela Seguinte.
Nesses quadrinhos a autora fala muito sobre temas cotidianos, de uma maneira simples, irônica,  cômica, problematizando o que é necessário,  tudo de uma maneira muito precisa e divertida. Sarah usa de linguagem simples e de um traço super diferente para falar de todos os assuntos da vida adulta, nos provando que de fato nenhum de nós vira adulto de verdade.
A experiência de leitura é agradável, realista, muito sincera e é impossível realizar a leitura sem se se identificar quando assuntos como medos, insegurança, ansiedade, amor pela leitura, o receio ao desconhecido, autoestima, surgem através da personagem caricata criada. A sensação que temos é: não é possível! Essa mulher me conhece, conhece minhas amigas! Como podemos nos identificar tanto?! Rs Durante minha leitura, fui enviando algumas tirinhas para duas amigas e rolou identificação instantânea, tanto que acabamos dando altas risadas ao ver nossos “dramas” exibidos de uma maneira tão divertida.
Em ninguém vira adulto de verdade, Sarah consegue cumprir com maestria o prometido, mostrando as dificuldades da vida de um novo adulto em seu cotidiano, seja para se adaptar, seja em relação ao amadurecimento.
A leitura é fácil, com um bom ritmo e com ótimas ilustrações, se tornando um livro super gostoso de ler. Como já disse anteriormente, me identifiquei com várias tirinhas, então foi impossível não me conectar com a obra, quando via meus próprios dramas estampados daquela forma, de maneira tão descontraída. Ver as situações sob a perspectiva da autora só deixou tudo ainda mais divertido, me ganhando por completo.
Terminei a leitura sorrindo, com o coração leve e louca para ler mais livros da Sarah. Por esse motivo e devido a toda qualidade da obra, eu a recomendo hoje a todos vocês, com a certeza de que vão se divertir muito com cada novo virar de páginas.

Portanto, caso procurem uma HQ leve, divertida e fluida, que aborde temas cotidianos com bom humor e um toque de ironia, eis aqui uma excelente indicação para vocês, que tenho certeza que vão amar!

Espero que tenham gostado da indicação de hoje! Não deixem de comentar, ok? Beijos e até o próximo post!

1 comentários:

  1. Oie!
    Quando eu vejo os quadrinhos da Sarah, eu vejo que não sou a única que tem esses sentimentos. E ainda por cima, os desenhos são divertidos, e não tem como não rir. Adorei essa edição, com certeza eu vou comprar.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir