Resenha #196: A amiga de Leonardo Da Vinci


Título: A amiga de Leonardo Da Vinci
AutoraAntônio Cavanillas de Blas
Editora: Marco Polo
Nº de Páginas: 256
A amiga de Leonardo da Vinci é o relato de uma mulher extraordinária, que viveu em uma das épocas mais apaixonantes da História e foi próxima de um dos homens mais fascinantes de todos os tempos. Cecília Gallerani teve a coragem de desprezar um casamento arranjado, tornou-se amante do poderoso Duque de Milão, teve contato com reis, nobres, artistas, religiosos e inventores, presenciou ascensão e queda de reinos. A saga única de uma mulher livre em plena Itália Renascentista.*Dama com arminho, que enfeita a capa deste livro, é uma pintura importante de Leonardo da Vinci que retrata Cecília Gallerani. O quadro é menos conhecido por não estar em um dos grandes museus, mas em Cracóvia, na Polônia. Apesar disso, é considerado por especialistas como sendo do mesmo nível de obras mais famosas de Da Vinci, como a própria Mona Lisa, exposta no Museu do Louvre em Paris. Dama com arminho é a inspiração e o ponto de partida do escritor madrilenho Antonio Cavanillas de Blas, autor deste livro delicioso, que se lê de um só fôlego.
Olá pessoal, tudo bom com vocês? A resenha de hoje é sobre um romance histórico que narra a história da mulher retratada no quadro Dama com Arminho, pintado por Leonardo Da Vinci. Que tal conhecer a história de Cecília Gallerani, escrita por Antônio Cavanillas de Blas?
 Em A amiga de Leonardo Da Vinci nos apresenta a história romanceada de Cecília Gallerani (1473-1536), uma mulher que foi amante do Duque de Milão, Ludovico Sforza – o Mouro, que inclusive foi quem encomendou o quadro "A dama com arminho" a Da Vinci. O quadro atualmente encontra-se no museu Czartoryski, em Cracóvia (Polônia).

Apesar de ser um dos retratos menos conhecidos de Da Vinci, por não se encontrar no Louvre, A dama com Arminho é uma de suas pinturas que mais fascina, pintada, inclusive, na mesma época em que Monalisa foi eternizada.

Nesta obra, encontramos a história de uma mulher livre, em plena Itália Renascentista, que viveu plenamente suas paixões, em meio a reis, nobres, artistas, religiosos e inventores e presenciou a queda  e ascensão de reinos.

Em A amiga de Leonardo Da Vinci, temos mais que um simples romance. Aqui encontramos um verdadeiro presente para aqueles que são apaixonados por história.
Acompanhamos uma narrativa em primeira pessoa feita por Cecília aos 63 anos de idade, retomando cada uma de suas memórias de seu tempo de juventude. É através dessas lembranças que somos levados pela Florença renascentista com riqueza e detalhes, e nos deparamos com várias personalidades que marcaram a história da época.

Cecília, a mais nova de seis irmãos, é apresentada muito nova à sociedade, devido a seu talento natural para poesia, reconhecido aos dez anos de idade. Seu dom acaba chamando a atenção de Da Vinci, com quem a moça desenvolve uma verdadeira amizade e ele acaba por se tornar seu mentor.
O convívio dos dois é um dos pontos mais altos do livro, o que mais me arrebatou. As conversas entre eles é sempre muito interessante e através dela é que são pintados os retratos sociais mais claros da época, o que simplesmente adorei no livro.

Aqui encontramos um Da Vinci mais humano, sobre o qual Cecília fala com sinceridade. Ela nos mostra a genialidade do pintor e inventor e também suas peculiaridades. Vemos a moça se tornar cada vez mais madura, até que sua história se cruza com a de Moro e a moça passa a ser sua amante aos 16 anos.
O relacionamento entre Moro e Cecília não foi algo que me prendeu tanto, no entanto, não posso deixar de pensar que o mesmo me fez entender muito sobre como se davam os relacionamentos na época renascentista e isso também foi muito interessante de se acompanhar.

A parte histórica do livro foi o que me arrebatou. Acho fantástico conhecermos outras histórias e culturas de uma forma tão ímpar. Poder fazer isso na Itália renascentista, repleta de desenvolvimentos artísticos e conflitos políticos foi um verdadeiro presente.

O único ponto que não curti tanto foi a questão dos capítulos muito extensos. Eles tornaram a leitura um pouco mais lenta em alguns momentos. No mais, a narrativa atinge um bom ritmo, é muito interessante e acaba por fascinar o leitor.

Os personagens são bem desenvolvidos, com falhas e qualidades, deixando-os bem humanos aos nossos olhos. Não consegui criar uma conexão com Cecília, mas acho que para o estilo de livro aqui desenvolvido isso se tornou desnecessário.

Quero aproveitar e ressaltar também a diagramação do livro, que ficou lindíssima. A editora contexto, através do selo Marco Polo fez um excelente trabalho onde a edição ficou belíssima e sem erros de revisão e os parabenizo por isso.

E bem pessoal, essas foram minhas considerações sobre essa obra! Espero que tenham gostado de conhece-la e que, caso se interessem pela temática, deem uma chance, pois vale super a pena! É um livro interessantíssimo e rico em seu conteúdo, capaz de deixar qualquer leitor fascinado pela história que encontra em suas páginas e por isso o indico hoje a todos vocês!Não deixem de comentar ok? Beijos e até o próximo post!

13 comentários:

  1. Olá!
    Fiquei com a impressão de ser um livro bem enriquecedor, sobretudo para os admiradores do Leonardo Da Vinci. Dá pra conhecer mais desse gênio através dos relatos da Cecilia.
    Não conhecia essa obra e só fiquei com ressalvas em relação os capítulos serem extensos, geralmente fica cansativo, mas tirando isso ainda da vontade de conferir a leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  2. Não conheço muito sobre obras de arte, então o livro séria uma boa pedida para me dar uma noção, ainda maios por mostrar um pouquinho da genialidade e peculiaridade de um artista tão celebre. Confesso que capítulos muitos extensos também me incomodam , mas que bom que ainda sim o livro consegue fascinar o leitor. Vamos anotar a dica, quem sabe eu leia e curta tanto quanto você.


    Beijokas.
    https://acabinedeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Ainda não conhecia o livro, mas já vi este quadro antes e conheço um pouquinho sobre a história de Leonardo da Vinci. Não sabia que esta moça do quadro era uma de suas amigas e que ela teve uma vida tão diferente do que era esperado para a sociedade da época. Gosto muito de romances históricos e acho que eu iria gostar muito de ler esse livro. Sua resenha está maravilhosa e conseguiu me deixar animada para conferir. Beijos!

    Jéssica Martins
    castelodoimaginario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Adorei essa dica!!!! Menina, demorei para ler sua resenha porque fiquei pesquisando sobre o período Renascentista!! =D
    Gosto muito mesmo de História e a Renascença é um momento que particularmente chama muito a minha atenção, logo, com certeza lerei esse livro!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu já tinha ouvido falar tanto da obra Dama com Arminho quanto desse livro e já tinha curiosidade de ler. Porque sou apaixonada por História e é muito difícil um livro histórico não me atrair.rsrs

    Todavia, lendo sua resenha e o que é abordado no livro não sei se irá me agradar. Talvez eu aprecia a amizade entre a Cecília e o Da Vinci, mas creio que alguns outros aspectos não irão me agradar. Ainda assim irei apostar no livro, se tiver a chance.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá! Achei demais esse livro! Gostei muito da premissa feminista, adorei o fato de os personagens serem bem desenvolvidos e da história ser cativante! Gosto muito de ler sobre essa época, de grandes artistas, e não conhecia esse livro ainda! Já adicionei na lista de leituras!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Ainda não tinha visto esse livro por aí, mas já anotei a dica.
    Esse é o tipo de livro que eu adoro: uma linda edição com uma ótima história.
    Fiquei encantada com a descrição que você fez da trama e não vejo a hora de apreciar essa leitura!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  8. Eu estava pensando justamente nos capitulos extensos, se tratando de uma obra com contexto histórico é bem obvio que teria isso e pode acabar atrapalhando na leitura, ainda assim, é uma obra que vale a pena porque saimos daquele esteriótipo de conhecer Da Vinci apenas como o pintor de Monalisa e conhecemos mais sobre sua verdadeira história.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro. Não é bem meu tipo de leitura, não gosto muito de livros com conteúdo histórico, por mais interessante as informações que possam conter neles.
    Irei recomendar para alguns amigos que são apaixonados por esse tipo de obra e que terão uma ótima experiencia de leitura, assim como você.

    Beijos
    FLeituras

    ResponderExcluir
  10. Desconhecia o livor, inclusive, ao ler a sua resenha, percebi que não sei nada da vida do Da Vince e já fiquei bem interessada em fazer a leitura. Vcê elogiou a diagramação do livor mas eu queria ter visto fotinhos do interior dele.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá, acho que eu ainda não li nada que se passe nessa época onde a narradora e protagonista viveu. Pela sua resenha, acho que o contexto histórico também me agradaria bastante, me permitiria conhecer e entender mais dessa época.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Ainda não conhecia a obra, mas já me chamou bastante a atenção só pela parte histórica (o que realmente me encanta). Fiquei bem interessada em conhecer mais sobre Leonardo e já anotei aqui.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Sou bem por fora desse tipo de arte, então só conheço mesmo as mais óbvias. Sendo assim, não é novidade o fato deu nunca ter ouvido falar desse quadro ou dessa mulher. O que mais me chamou a atenção dentre tudo que li em sua resenha, foi o fato de no livro um personagem como da Vinci ser descrito de forma mais humana. Já ouvi tanto sobre a genialidade artística deste homem que a chance de poder vê-lo mais profundamente mesmo que ficcionalmente me anima bastante.

    Abraços!

    ResponderExcluir