Resenha #242: Uma canção de natal


Título: Uma canção de Natal
AutorCharles Dickens
EditoraCompanhia das Letras
Nº de Páginas: 131
Incapaz de compartilhar momentos de amizade e de compreender a magia do Natal, Ebenezer Scrooge só encontra refúgio na riqueza e na solidão. Até que, num 24 de dezembro, recebe a visita do fantasma de Jacob Marley, seu ex-sócio falecido há sete anos.
É ele quem avisa a Scrooge que mais três espíritos o visitarão para lhe dar a chance de mudar seu triste fim e ser poupado de vagar a esmo depois de morto, como Marley. Assim, o Fantasma dos Natais Passados, o Fantasma do Natal Presente e o Fantasma dos Natais Futuros levarão o protagonista para uma viagem no tempo, mostrando-lhe que a generosidade é sempre a melhor escolha.
Um dos livros mais carismáticos da literatura inglesa, Uma canção de natal recebe o crédito por ter concebido a celebração desse evento como a entendemos hoje: uma ocasião para agradecer e ajudar o próximo.
Olá pessoal, tudo bom com vocês? Sei que o natal já passou, mas sabemos que seu clima perdura por todo o mês de dezembro. Sendo assim, resolvi conversar um pouco com vocês sobre esse livro que é muito aclamado e que é considerado um dos melhores contos de natal: Uma canção de Natal de Charles Dickens. Bora conhecer um pouco mais sobre ele?
Ebenezer Scrooge é um homem extremamente rico, solitário e avarento, que costuma passar suas festas de fim de ano sozinho e sequer se esforça para entender a magia e a importância do natal.

Ele sempre passa essa festa preso em sua solidão, no entanto, algo tende a mudar no presente ano. Ele é visitado por Marley, seu ex sócio falecido há sete anos, que era tão avarento quanto ele.
Carrego a corrente que fiz em vida – respondeu o fantasma. Fiz cada um desses elos, metro por metro, e enrolei-os em volta da cintura, por minha livre vontade, e por livre vontade arrasto-os por toda a parte. Olhe para estas correntes, não se parece com algo que você conhece?
O espírito de Marley está sofrendo e para Scrooge surgirá uma chance de viver uma experiência que poderá mudar seu destino.

Ele será visitado pelos fantasmas do passado, presente e futuro para tentar compreender tudo aquilo que lhe levou até o presente e terá a chance de conhecer e vivenciar o verdadeiro espírito natalino caso faça as escolhas corretas.

Será que um homem tão amargurado ainda é capaz de mudar?
Muita gente se viu lendo este livro por causa da novela Bom Sucesso, onde o mesmo fora amplamente divulgado pelo personagem de Antônio Fagundes. No entanto, eu já havia realizado a leitura para o clube do livro e este ano tive o prazer de reler a edição da Companhia das letras.

Falando um pouco sobre a edição, acho bacana ressaltar que a mesma está com uma diagramação muito amorzinho, que conta com ilustrações, páginas amarelas e um tamanho de fonte muito confortável. Além disso, a edição ainda conta com uma introdução muito interessante, que vale a pena ser lida vez que a mesma contextualiza o leitor.
O conto criado por Dickens é curto, com personagens não muito complexos, que nos mostra o verdadeiro significado do natal e tudo aquilo que ele deve representar.

Aqui temos uma história com uma bela lição de amor ao próximo, da necessidade de se fazer o bem. Nos mostra a importância do amor, da união e da generosidade. Nos mostra que é importante saber se doar ao próximo, saber partilhar.

Através de Scrooge vemos que cada um é responsável por seu destino e pelas escolhas que faz, mas que sempre há tempo de mudar e de se tornar alguém melhor, alguém de quem sinta orgulho.

Eu particularmente achei uma delícia poder reler esta história neste período de fim de ano, fazendo uma reflexão sobre tudo o que passou e o que ainda está por vir. É uma leitura natalina muito aconchegante e inspiradora, por isso a recomendo hoje a todos vocês.

Espero que tenham gostado da indicação! Não deixem de comentar, ok? Beijos e até o próximo post!

8 comentários:

  1. Olá...
    Agora mesmo estava comentando sobre esse livro com uma amiga! Sabe, adoro livros de Natal e acho que essa época do ano carrega uma magia que nenhuma outra é capaz...
    Ainda não li esse livro, mas, com toda a certeza irei me programar para o ler... Amei seus comentários sobre ele!
    bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Você acredita que estou lendo esse livro nessa semana do natal? Estou com uma edição da Martin Claret e outra da Antofágica, da MC é mais completa por ter outros contos, mas a da Antofágica está super linda!!

    Adorei a sua resenha, ficou super caprichada!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Realmente o clima de Natal perpetua o mês de Dezembro inteiro haha. Acredita que não vi a novela, então não associei, porém conhecia o livro por nome. Que bom que essa edição está maravilhosa, e pelas fotos estão mesmo, pois sempre é bom estar confortável para ler! Amo história com reflexões, então com certeza darei uma chance. Espero curtir assim como você na releitura <3 Adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Não tem coisa melhor do que ler um livro, que como você bem pontuou, mostra "uma bela lição de amor ao próximo", ainda mais nessa época do ano. Eu amooo livros assim, com essa temática mágica que nos faz refletir sobre as nossas atitudes. Essa foi a primeira resenha do livro que li e por isso só poderia dizer que a dica tá anotada, espero ler breve ou então no Natal do próximo ano. Haha


    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!!!
    Eu só assistia adaptações desse conto e claro que a minha preferida é a da Disney sobre o mesmo, mas eu fiquei feliz em saber que quem escreveu a história foi Dickens e adicionei até na minha lista de leituras.
    Adorei de fato a resenha e me aqueceu um tanto meu coração em lembrar o enredo da mesma.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. A primeira vez que vi a respeito dessa obra foi com a Disney e o especial de Natal com o Tio Patinhas, acho que ele foi inclusive inspirado no Scrooge. rsrs
    Ainda não li o clássico, ms sempre que é Natal vejo alguma divulgação, é meio que impossível não pensar nessa obra nessa época do ano.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  7. Oi!

    Tudo bem!!

    Gostei bastante da forma prática que você trouxe a resenha e como não assisto novela foi uma novidade saber que a obra foi citada tantas vezes na mesma. O enredo não é estranho e já li outros livros e até mesmo assisti filmes com a mesma sinopse. Enfim, gostei do capricho da editora.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Tenho muita vontade de ler esse livro e olha que ele já está na minha lista há uns 3 anos, mas sempre acaba ficando. Tenho a impressão que estou perdendo a oportunidade, depois de ler a sua resenha. A diagramação parece um amorzinho mesmo.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir