Destaques

Resenha #263: Amor(es) Verdadeiro(s)

Por Polly - Entre Livros e Personagens •
22 setembro 2020

 

Olá pessoal, tudo bom?  Hoje vamos conversar um pouco sobre Amor(es) Verdadeiros, meu segundo contato com a escrita da Taylor Jenkins Read. Que tal conferir minhas impressões de leitura?


No começo do ano tive meu primeiro contato com a escrita da autora e confesso que fiquei impactada. A forma como ela cria seus enredos, como se seus personagens fossem alguém real, que você pode ou não encontrar logo ali na esquina é fascinante. Terminei Evelyn Hugo querendo saber se a escrita da autora se manteria tão envolvente e marcante em outros livros e assim acabei com o Ebook de Amores Vedadeiros em meu Kindle (e posteriormente recebi o exemplar físico da editora).


A premissa, para ser muito sincera, me lembrou muito a de uma novela mexicana chamada Dos Hogares. Se você foi Fã de RBD ou da Anahí em algum momento da sua vida, sabe do que estou falando. As opiniões sobre o livro estavam divergindo bastante, mas é aquela velha máxima né? Só lendo para saber! Cada um tem uma bagagem e uma experiência de leitura diferente.


Caso você nunca tenha ouvido falar desse livro, ele vai trazer a história de Blair, uma mulher que se casou com seu namorado do colegial, Jesse. Eles eram apaixonados e construíram sua vida dos sonhos. Eles tinham a certeza de que seu amor era para toda uma vida, no entanto, uma tragédia separa os dois no dia de seu aniversário de um ano de casamento.


A Emma se sente em pedaços e resolve voltar para sua cidade natal para tentar se reconstruir, para tentar voltar a viver. Lá ela encontra um amigo do passado, Sam, e anos após a morte de Jesse, ela sente que merece uma segunda oportunidade de ser feliz. Sam é um homem bom, íntegro, que parece ama-la por completo, incluindo suas imperfeições.


É quando Emma se reinventou, ressignificou sua vida e está noiva de Sam que tudo parece desmoronar novamente: Jesse é encontrado e está voltando.


Pois é, meus amigos, ele não morreu e isso não é spoiler, pois já é dito na sinopse e logo nas primeiras páginas do livro.

À partir daí a autora nos mostra como foi para Emma se apaixonar por Jesse, como foi viver sua perda, se reconstruir. Nos mostra também como foi sua história com Sam, como foi se apaixonar de novo após a morte daquele que ela acreditava ser seu grande amor. E claro, nos mostra como foi para Emma descobrir que na verdade ele sempre esteve vivo.


Obviamente a Emma vai ficar dividida entre aquele que foi seu grande amor e aquele que aprendeu a amar e à partir daí vamos acompanhar as dores, as aflições dessa mulher que passou por tanto e que sente que suas provações ainda não acabaram.


E caramba! Como é incrível acompanhar a jornada da personagem. Sim, eu sei que esse não é o roteiro mais original do mundo, acabei de citar inclusive uma novela mexicana que tem exatamente a mesma temática, no entanto, é a forma como a autora desenvolve tudo, a delicadeza com a qual ela trata esses relacionamentos, as temáticas apresentadas que faz toda a diferença.


Começa pela construção dos personagens que são extremamente humanos. Mais uma vez a Taylor construiu personagens que se assemelham ao real, que envolvem o leitor, pelos quais nós torcemos, sofremos e com os quais sorrimos.


A forma como ela desenvolve temáticas como o primeiro amor, a escolha de seu futuro, as expectativas familiares, o luto, o se permitir viver novamente, tudo é tão crível, tão delicado e tão envolvente que eu simplesmente não conseguia largar o livro.


A sensação que eu tinha enquanto lia era que eu tinha ali uma amiga, me contando uma história da qual eu não podia me desvencilhar antes de descobrir o final e falando nele, meus amigos, que final.


A autora soube construir um final maduro, sensível e forte, daqueles que fechamos o livro e ficamos pensando nele por muito tempo. Me senti realmente impactada com essa história, que me cativou e emocionou e é por isso que recomendo este livro a todos vocês.


Essa autora acabou por se tonar mais uma de minhas queridinhas e espero ler muitos e muitos outros livros dela.


Agora quero saber de vocês! Já leram algo da Taylor? Tem vontade? Me contem aí nos comentários, ok? Beijos e até o próximo post!




Título: Amor(es) Verdadeiro(s)

AutoraTaylor Jenkins Reid

Editora: Paralela

Nº de Páginas: 288

Emma Blair casou com seu namorado do colegial, Jesse, quando tinha vinte anos. Juntos, eles construíram uma vida diferente das expectativas de seus pais e das pessoas de sua cidade natal, Massachusetts. Sem perder nenhuma oportunidade de viver novas aventuras, eles viajam o mundo todo, curtindo a vida ao máximo.
Mas, em vez do tradicional "e viveram felizes para sempre", uma tragédia separa os dois, no dia do seu aniversário de um ano de casamento. O helicóptero com o qual Jesse sobrevoava o Pacífico desaparece e, simples assim, o amor da vida de Emma se vai para sempre.
Emma volta para sua cidade natal em uma tentativa de reconstruir a vida e, depois de anos de luto, reencontra um velho amigo, Sam, que lhe mostra ser, sim, possível se apaixonar novamente. E quando os dois ficam noivos? Emma sente que a vida lhe deu uma segunda chance de ser feliz.
Pelo menos é o que parece — até que Jesse é encontrado. Ele está vivo e tentou voltar para casa, para Emma, todos esses anos que passou desaparecido. Agora, com um marido e um noivo, Emma precisa descobrir quem ela é e o que quer, enquanto tenta proteger todos que ama
Emma sabe que precisa escutar seu coração, ela só não tem certeza se sabe o que ele está querendo dizer.



Comentários via Facebook

3 comentários:

  1. Não consigo ler esse tipo de livro, a não ser que a história apesar de triste como mostra a sinopse seja leve como Ps: Eu Te Amo que é um livro que acho muito gostoso de ler, apesar da trama triste.
    Apesar de tudo Emma ela segue a vida, acho que no lugar dela também iria sentir esse peso do amor da vida dela e o amor que ela aprendeu amar, é um conflito complicado

    ResponderExcluir
  2. Primeiramente: suas fotos estão lindíssimas! E ainda não tive a oportunidade de ler nada da autora, mas confesso que estou cada vez mais ansiosa por conta das resenhas incríveis como a sua. Adoro quando o autor consegue fazer personagens com que a gente se identifique e que facilmente seriamos amigos. Espero conseguir algum livro dela ainda este ano! Ansiosa.

    ResponderExcluir
  3. Gente, bem enredo de novela mexicana mesmo rsrs Vou anotar a dica, porque como boa amante de novela mexicana não posso deixar esse livro passar : )

    ResponderExcluir

Instagram

© Entre Livros e Personagens – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in