Destaques

Resenha #275: Projeto Duquesa

Por Polly - Entre Livros e Personagens •
02 julho 2021

 


Olá pessoal, tudo bom com vocês? Recentemente a Editora Arqueiro passou a lançar romances de época de uma outra autora no Brasil, até então na publicada: Sabrina Jeffries. Eu, como uma boa apaixonada pelo gênero, li Projeto Duquesa e hoje venho compartilhar minha experiência de leitura com vocês! Bora conferir?



Neste primeiro volume da série Dinastia dos Duques somos apresentados a uma família bem peculiar: temos uma matriarca que se casou nada mais, nada menos, com três Duques e acaba de ficar viúva. Sim, você não leu errado, ela se casou com três Duques, tendo filhos com todos eles. Imagina a inveja que causou no mercado casamenteiro!? Rs


E nesse primeiro volume temos o primogênito desta duquesa como protagonista: Fletcher Pryde, o Duque de Greycourt. Por diversos motivos que nos são revelados ao longo da trama, ele não possui tanta proximidade da família como os outros irmãos, e seu maior objetivo no momento é a prosperidade do seu ducado. O amor sequer passa por seus planos.


No entanto, tudo tende a mudar quando seu padrasto falece e sua mãe pede para que ele esteja presente, junto com a família.


A intenção era apenas dar suporte para mãe e os irmãos, no entanto, ele acaba se deparando com Beatriz Wolfe, uma jovem inteligente, prestativa, sem papas na língua e que vem sendo preparada pela mãe para ser apresentada a sociedade.


Coisas acontecem e Fletcher acaba ficando para ajudar a preparar a moça para sociedade. Com a preparação vem a proximidade e uma grande atração surge entre eles.


Em meio a traumas do passado de ambas as partes, desconfianças e uma relação familiar que precisa de atenção, acompanhamos um romance de aquecer o coração.



Ler uma autora nova do meu gênero favorito é sempre uma experiência maravilhosa. Mesmo que o livro não seja perfeito ou favoritado, estou tendo contato com outras perspectivas, outras formas de narrar esse gênero que tanto amo e isso é incrível.


Conhecer a narrativa de Sabrina foi algo incrível. A forma leve como ela conduz a história, enredando o leitor desde o início é algo maravilhoso e por si só já valeria a leitura desse livro.


No entanto, não paramos aí. Aqui temos algo que adoro em romances de época: relações familiares. Nesta em especial, percebemos que existe muito amor, mas que também existem ranhuras e ressentimentos que precisam ser trazidos à tona, o que deixa tudo ainda mais interessante. Ver essa temática tão bem entrelaçada em meio ao romance só deixou tudo mais especial.


Falando em romance, ele é muito gostoso de acompanhar. Tem aquele clichê gato e rato que adoramos, temos personagens traumatizados por seu passado, tem aquela química maravilhosa que faz com que fiquemos na torcida pelo casal e tudo isso desenvolvido aos poucos, em meio as circunstâncias que vão surgindo ao longo da trama.


Adorei a forma como a autora trabalha a evolução e amadurecimento de seus personagens, sem que eles percam suas essências.



Em que pese todos os elogios já feitos, tenho que fazer também algumas ressalvas em relação à trama.


Em alguns momentos senti que algumas cenas mais calientes foram inseridas sem nenhuma necessidade. Não me entendam mal, eu não tenho nada contra esses momentos em romance de época, desde que façam sentido com o contexto que estão acontecendo e senti que em alguns momentos pareciam que estavam ali só por estar. Esse é um ponto que é muito subjetivo, então não tenho nem como elencar como ponto negativo.


Uma outra questão que me incomodou um pouco é um possível mistério que é levantado logo nos primeiros capítulos. Em alguns pontos da trama eu senti que isso se perdeu e voltou a ser retomado apenas no final, onde fica claro para o leitor que os próximos livros trarão o assunto à tona. Foi uma estratégia que a autora resolveu usar em sua série, no entanto, em muitos capítulos parecia realmente que o assunto tinha “sido esquecido no churrasco”, enfim!



Acho que deu para perceber que, no geral, foi uma ótima leitura, com a qual me diverti muito, suspirei, torci por personagens e acabei enredada pela narrativa de uma nova autora, motivos pelos quais recomendo esta leitura a todos vocês.


Aguardo ansiosa pelo próximo livro da série e espero encontrar uma trama tão envolvente quanto esta.


Espero que tenham gostado de conferir minhas impressões de leitura. Não deixem de comentar, ok? Beijos e até o próximo post!





Autora: Sabrina Jeffries

Editora: Arqueiro

Nº de Páginas: 256

Lydia Fletcher é uma mulher notável. Casou-se três vezes. Com três duques. E deu a cada um deles um herdeiro, tornando-se, assim, mãe de três duques. Agora, viúva pela terceira vez, ela quer assegurar a presença de todos os seus filhos no velório de seu último marido.

Seu primogênito, Fletcher Pryde, o duque de Greycourt, se transformou, após uma infância difícil, em um homem com um coração inacessível, uma riqueza invejável e a fama um tanto injusta de libertino. Concentrado em expandir sua fortuna, ele nem pensa em casamento.

No velório de seu padrasto, Grey conhece Beatrice Wolfe, a protegida de sua mãe, uma jovem encantadora e deliciosamente franca, e fica desconcertado ao descobrir quanto eles têm em comum. Mas ela também já desistiu do amor há muito tempo, e não é o arrogante duque que vai fazê-la mudar de ideia.

Então ele concorda em ajudar a pobre mãe enlutada a preparar a atrevida moça para ser apresentada à sociedade. Assim que ela conhece de perto o verdadeiro Grey, se vê incapaz de resistir a seus encantos.


Comentários via Facebook

3 comentários:

  1. Oi Polly, tenho buscado outras autoras de romances de época porque tenho lido sempre a mesma e já anotei essa dica aqui. Achei bem estranho você pontuar sobre as cenas sensuais mal inseridas na trama e já irei com menos expectativas quanto a isso.
    Suas fotos estão um arraso!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Polly, tudo bem? Ah, eu acompanho alguns lançamentos da Arqueiro e gosto bastante do que eles trazem ao Brasil. Realmente um dos gêneros mais lidos da editora é romance de época. Não tenho muita familiaridade com as autoras, mas gosto do Harlan Coben que também é deles. Fiquei encantada nos últimos tempos com os lançamentos da coleção Romances de Hoje, inclusive também tem autora inédita. Amei essa edição e fiquei curiosa em ler. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bom?
    Eu leio pouquíssimos livros de romance de época mas esse me deixou interessada! É uma série que me deu vontade de acompanhar, fiquei curiosa sobre as cenas calientes também kkkkk

    ResponderExcluir

Instagram

© Entre Livros e Personagens – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in