Destaques

Resenha #286: O Gambito da Rainha

Por Polly - Entre Livros e Personagens •
20 outubro 2021


Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje vamos conversar um pouquinho sobre O Gambito da rainha, livro que inspirou a minissérie homônima vencedora do Emmy.

 


A série O gambito da rainha já havia me chamado a atenção desde seu lançamento, devido ao sucesso que fez e aos inúmeros memes que surgiram devido ao nome dela. Confesso que o que me impediu de assistir foi justamente saber que a minissérie tinha sido inspirada em um livro. Eu sou do time de pessoas que preferem ler antes de assistir, por isso deixei a adaptação para um outro momento.


Qual foi minha surpresa quando soube que a Editora Arqueiro traria o livro de Walter Tevis?! Solicitei um exemplar em parceria e passei a leitura na frente de todas as outras.


Aqui temos a história de Elizabeth HarmonBeth – uma menina que perdeu a mãe aos oito anos e é enviada para um orfanato. Lá ela acaba por ter contato com duas coisas que marcarão sua vida: os calmantes dados para deixar as crianças mais dóceis e o xadrez.


Esse segundo surge em sua vida através de um zelador carrancudo que passa a ensiná-la e acaba percebendo que Beth é superdotada e tem um talento natural para o jogo.


A partir daí vamos acompanhando Beth se apaixonando pelo jogo e pelo sentimento advindo das vitórias, pela adrenalina que surge a cada partida. Em contrapartida, vemos também uma menina que nunca aprendeu bem a lidar com suas frustrações e que acaba colecionando alguns vícios ao longo da vida, que podem acabar atrapalhando naquilo que ela mais ama.



E sim, tive um certo receio de não entender muito do livro por conta das inúmeras partidas de xadrez, no entanto, mesmo não sendo muito conhecedora do jogo, o livro consegue prender o leitor e fazer com que ele sinta a adrenalina a cada jogada, a cada novo desafio vivido por Beth.


É muito interessante ver a forma como ela se encontra no xadrez, a forma como ela amadurece tanto estrategicamente e como pessoa. A maneira como o autor mostrou os reflexos dos vícios da personagem, a imaturidade em alguns momentos devido a não saber lidar com as frustrações é sensacional.


Os personagens secundários também são muito interessantes e trazem uma profundidade maior a trama. Não vou falar sobre eles aqui para não dar spoilers do desenvolvimento do livro, no entanto, saibam que eles têm um papel fundamental.


Para finalizar, acho interessante ressaltar que além do vício por álcool e medicamentos, o autor trouxe também uma abordagem sobre o enorme machismo existente no meio do Xadrez e a forma como muitas vezes mulheres são subestimadas ou desencorajadas quando tentam se estabelecer nesse meio.


Esse foi um daqueles livros que acabou superando totalmente minhas expectativas, me ganhando por completo, motivo pelo qual o indico hoje a todos vocês.


Espero que tenham gostado da dica de hoje. Não deixem de comentar, ok? Beijos e até o próximo post!




Autor: Walter Tevis

Editora: Arqueiro

Nº de Páginas: 304

Romance que deu origem à aclamada série da Netflix, O Gambito da Rainha é um livro envolvente, com personagens delicados e cenas de tirar o fôlego.

Uma história sobre arte, paixão e determinação que vai encantar leigos e aficionados pelo xadrez.

Depois de perder a mãe aos 8 anos de idade, Elizabeth Harmon é mandada para o orfanato. Calada e retraída, ela lida com a triste realidade tomando os tranquilizantes que a instituição fornece às crianças para mantê-las dóceis.

Até que o carrancudo zelador do lugar começa a lhe dar aulas de xadrez, oferecendo a chance de que ela precisava para sair de seu estado de letargia. Pensando e imaginando as jogadas, Beth sente que finalmente está no controle, e logo fica evidente que tem um talento natural para o jogo.

Depois que ela sai do orfanato, sua mãe adotiva a inscreve em sucessivos campeonatos nos Estados Unidos e Beth alcança uma projeção meteórica. As duas então começam a viajar por outros países em torneios cada vez mais espetaculares, em que o álcool e os tranquilizantes são um oponente tão poderoso quanto os maiores nomes do esporte que Beth precisa enfrentar.

Agora Beth se prepara para encarar o mais importante duelo de sua carreira. Uma jovem solitária no meio masculino do xadrez profissional, ela terá a chance de desafiar a primazia soviética e dar mais um passo em direção ao título mundial.

Mas, para isso, terá que superar de uma vez por todas sua relação autodestrutiva com a bebida e os comprimidos em sua emocionante jornada em busca do sucesso.


Comentários via Facebook

3 comentários:

  1. Oi Pollyanna, tudo bem?
    Adoro histórias com qualquer tipo de esporte ou competição. E confesso que sempre quis aprender a jogar xadrez. Por isso acho que vou gostar desse livro também. Que absurdo darem calmantes para as crianças nesse orfanato! Gostei do autor partir daí para falar sobre os vícios dela. Dica mais do que anotada! Sua resenha ficou ótima!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  2. Oi Polly!
    Eu vi um comercial dessa série em algum lugar e pra falar a verdade não me chamou a atenção por causa do nome e outra coisa não sabia do que se tratava, lendo sua resenha fiquei surpresa pela trama ser envolvente em xadrez acho um jogo de muita estratégia e de inteligência, agora fiquei curiosa quanto a personagem principal pois ela tem que mostrar seu talento ao meio de tanto machismo. Obrigado pela dica, parabéns pela resenha, bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Polly, tudo bem? Ah, eu comecei a assistir a série com meu namorado e ele ficou encantado com toda a história. Vimos uns três episódios seguidos. Só depois vi a Arqueiro divulgando o livro, não tinha ideia que era uma adaptação. Essa edição com a capa da série ficou lindíssima. Quanto a história achei bem legal, mas o que me conquistou mesmo foi a fotografia da série. Gostei também do figurino. São aspectos mais visíveis na série do que no livro. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir

Instagram

© Entre Livros e Personagens – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in