.

Resenha #293: Asas de Prata

 


Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje é dia de conversarmos um pouquinho sobre “Asa de Prata”, continuação de A gaiola de ouro, da autora Camila Lackberg.


Quem me acompanha aqui no blog sabe que eu fui uma das pessoas que amou a leitura de “A gaiola de ouro” e após o gancho deixado pela autora no fim do livro, estava muito curiosa para saber qual rumo a trama iria tomar. Com as expectativas nas alturas iniciei a leitura da continuação e infelizmente a experiência não foi tão boa quanto da primeira vez.


Aqui, após toda a situação envolvendo Jack e sua prisão, temos Faye vivendo uma vida dupla: parte em uma cidade da Itália e na Suécia, como empresária bem-sucedida, se preparando para lançar sua marca de cosméticos mundialmente.


No entanto, sua paz vai ser interrompida quando descobre que seu ex-marido fugiu da cadeia. Ademais, algo está saindo dos trilhos no trabalho e ela terá que correr contra o tempo para não perder tudo o que construiu.


Esse é o pano de fundo da trama, onde acompanhamos uma narrativa construída entre presente e passado, onde uma trama sobre intrigas e segredos, regada por um suspense é traçada. 



Se no primeiro livro a perspicácia e a inteligência de Faye nos impressiona, neste livro aqui a personagem sofre uma regressão bem grande. Várias das questões e dos empoderamentos surgidos no primeiro livro acabam se perdendo neste volume. Faye já tinha feito tanto, já tinha amadurecido, vivenciado tanta coisa... e comete alguns erros de julgamento no mínimo duvidosos depois de tudo o que passou.


Parecia que a personagem não havia aprendido nada com suas experiências, sabe? Isso me deixou extremamente chateada.


Outro ponto que me incomodou foi a questão de Jack na história. Se cria uma expectativa tão grande em relação a ele e a sua fuga e no fim das contas, todo o seu envolvimento é bem mediano. 



Mas não pense que apesar de ter me decepcionado, só tenho críticas a esse livro. Para mim o ponto alto desta trama são as partes que se passam no passado. Lá vamos entender mais que em é Faye, sua dinâmica familiar, passado e como ela se tornou a personagem que conhecemos.


Acho que por aí deu para perceber que a leitura foi repleta de altos e baixos né? Até que chegamos ao final e bem, esse foi algo que realmente me incomodou. Parece uma repetição de fórmula para forçar mais uma continuação, sabe? Qualquer que tenha sido a ideia da autora para um novo volume, ela poderia ter sido facilmente inserida neste mesmo volume, deixando a trama mais consistente.


Enfim! Acabei me decepcionando bastante com “Asas de prata” e sinceramente não sei se encaro um terceiro volume. No entanto, é como sempre digo: se um livro não funcionou para mim, pode funcionar para você. Então, se gostou do primeiro volume, recomendo a leitura do segundo para que tire suas próprias conclusões.


Espero que tenham gostado de conferir minhas impressões de leitura. Não deixem de comentar, ok? Beijos e até o próximo post!




Autora: Camila Lackberg

Editora: Arqueiro

Nº de Páginas: 288

Depois de anos presa em um casamento aparentemente perfeito, Faye conseguiu se libertar e se vingar de seu ex-marido, Jack. Agora ela leva uma vida dupla: numa cidadezinha da Itália, é uma mãe dedicada; na Suécia, uma empresária bem-sucedida, prestes a transformar a Revenge em uma marca de cosméticos mundial.

De repente, porém, tudo começa a desmoronar, quando Jack foge da prisão e um investidor misterioso tenta tomar o controle da empresa que Faye ergueu com as próprias mãos.

Para lutar contra essa dupla ameaça, Faye terá que desenterrar segredos de sua juventude que podem destruí-la para sempre, mas contará com a ajuda de aliadas improváveis, um grupo de mulheres escolhidas a dedo.

Neste desfecho da saga de Faye, Camilla Läckberg consegue novamente criar a mistura perfeita de sensualidade e suspense, glamour e violência, sororidade e traição, para contar a história de uma mulher que não abre mão de sua independência.


3 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Eu já conhecia o primeiro livro e tinha visto a capa desse, mas não sabia que era uma continuação. Confesso que nenhum dos dois chamou minha atenção, mas que pena que esse volume te decepcionou tanto. É tão ruim quando uma continuação não atende nossas expectativas né? Mas amei ler a resenha e, caso você anime ler o terceiro, espero que seja uma experiência melhor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Polly!
    Não conhecia os livros, mas me deu uma curiosidade de conferir a história e saber mais da personagem e o que aconteceu com ela e saber de seus erros também. Amei sua resenha e sua sinceridade em relação ao enredo estou disposta a conferir a trama. Obrigado pela dica, parabéns pela resenha, bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá Polly,
    eu comecei a ler "Gaiola Dourada" assim que ele foi lançado e estava gostando muito da dinâmica presente na história, contudo acabei interrompendo a leitura para priorizar outras histórias e depois disso não voltei mais, pensei em pegar quando soube do lançamento desta sequencia mas novamente coloquei outros livros na frente. Uma pena sua experiência não ter sido tão boa como foi com a primeira leitura, mas acontece, né? Agora fiquei curiosa pra saber se de fato a autora tem pretensão de escrever um terceiro livro. Penso em ler estes que já foram publicados ainda este ano, espero amar nem que seja o primeiro.

    Abraços!
    Blog Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir

Pollyanna Campos

Mineira, apaixonada por livros, advogada, viciada em romances de época, séries e café. Ama viajar, ouvir a mesma música, ver os mesmos filmes, reler suas citações literárias favoritas e cuidar de suas plantas.




Caixa de Busca

Seguidores

Instagram

Youtube


Posts Populares

Destaque

Resenha #307: Uma farsa de amor na Espanha

  Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje vamos conversar um pouquinho sobre o queridinho do momento: Uma farsa de amor na Espanha . Será que ...

Arquivos

Facebook

Tecnologia do Blogger.

Entre Livros e Filmes

Entre Livros e Séries