Resenha #204: O refúgio do Marquês

Título: O refúgio do Marquês
AutoraLucy Vargas
Editora: Charme
Nº de Páginas: 310

Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.
Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.
Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.
Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.
Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?
Olá pessoal, tudo bom com vocês? Recentemente tive contato com a escrita de uma autora de romance de época nacional que até então eu não conhecia! A autora em questão é Lucy Vargas, com o livro O refúgio do Marquês, da série Os Preston. Vamos conferir o que achei da leitura?
Caroline é uma Baronesa viúva que não foi feliz em seu casamento e não se encontra com uma situação econômica boa, devido à má administração dos bens por seu falecido marido.

Quando recebe da Marquesa viúva, Lady Hilde Preston, a missão de reformar a mansão de Bridington e, caso consiga, o Marquês, ela vê na oportunidade uma chance de melhorar seu futuro.

Chegando lá ela se depara com Henrik, um homem recluso, inapropriado, que vive há anos no campo e sofre com seu casamento, vez que sua esposa enlouqueceu ao decorrer do matrimônio.

Henrik não gosta nada dos planos de sua mãe e não pretende facilitar em nada a vida de Caroline. Já a moça está disposta a cumprir com maestria a missão que lhe foi dada, queira o Marquês ou não.

É claro que dois personagens com uma personalidade tão forte não conviveriam sem qualquer enfrentamento, não é mesmo? Em meio a troca de farpas, estranhamentos e confissões, acompanharemos um romance de época simplesmente encantador, daqueles que aquecem nossos corações;
“Agora você é meu refúgio e, com certeza, o mais belo”
Como dito acima, este foi o meu primeiro contato com a escrita da autora Lucy Vargas e me encho de alegria ao dizer que ela é mais um dos talentos nacionais que escrevem romances de época e o faz de uma maneira maravilhosa!


O início da leitura foi um pouco lento. Foi preciso ler de alguns capítulos até que a trama tomasse forma diante de meus olhos, mas, quando finalmente me envolvi com a história, foi praticamente impossível larga-la.

Aqui temos Henrik, um personagem a primeira vista grosseiro, mas, que quando vamos conhecendo sua história e nos aprofundando nos fatos passados de sua vida e na forma como ele se culpa por determinados acontecimentos, conhecemos um lado mais humano que é simplesmente incrível. Ver a forma como ele é atormentado por seus demônios, mas ainda insiste em fazer o certo, é simplesmente incrível. Além disso, ele ainda é um leitor voraz, gente como a gente. Como não se apaixonar por um personagem assim?

Eu já li tantas coisas na vida, Caroline. Para alguém como eu, sempre à procura de refúgio, a leitura é o mais alto castelo existente.

Ele cria praticamente sozinho a filha Lydia, que é uma criança carente de afeto materno, mas que tem verdadeira adoração pelo pai. Vemos como Henrik, mesmo que às avessas, faz o possível e o impossível para que a filha se sinta amada e segura e isso foi outro ponto que me agradou muito.

Caroline é outro show a parte. A mulher passou pelo que muitas mulheres da época passavam: um casamento sem amor com um homem que não tinha o mínimo de respeito pela esposa. Sabe o que é mais interessante dessa personagem? Ela tira uma lição dessa experiência ruim e se torna forte, firme em seus propósitos. Não aceita mais que homens lhe digam o que fazer ou a rebaixem e deixa isso muito claro em sua relação com Henrik.

O romance entre os dois não é algo instantâneo, muito pelo contrário. O sentimento entre eles vai nascendo do companheirismo e da convivência e isso é algo que simplesmente adoro, deixando o amor deles muito mais crível para nós leitores.

Fazia muito tempo que eu não sentia nada, Caroline. E você mudou isso de todas as formas, irritando-me, instigando-me, aborrecendo-me, divertindo-me. Eu sou culpado.

O final é um tanto quanto previsível (e de qual romance de época não é? rs), mas muito satisfatório. Aconteceu exatamente o que eu esperava e torcia, então acabei gostando muito do desfecho da trama.

Os personagens secundários são muito bem trabalhados e possuem uma participação efetiva na trama, outro ponto que me agradou muito.

Enfim! Este livro foi uma grata surpresa para mim! Amei a forma como a autora contou sua história e espero ler muitos e muitos livros dela. Hoje recomendo este primeiro exemplar a vocês, sabendo que agradará a todos os leitores de romance de época!

Espero que tenham gostado da indicação de hoje! Beijos e até o próximo post!

8 comentários:

  1. Oi, Pollyanna!
    Já tinha ouvido falar deste livro, mas nunca parei para ler nada sobre ele e agora com a sua resenha fiquei morrendo de vontade de ler! Sempre me divirto com essas histórias onde os personagens têm temperamento forte e vão construindo aos poucos o romance - fiquei super curiosa para saber mais sobre os dois personagens e seus passados. E é sempre muito bom ver que nossas escritoras (nacionais) também possuem romances de época incríveis e que não ficam devendo nada aos outros!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Eu gosto muito de romances de época, ainda não li esse livro e pelas suas impressões com a leitura eu acredito que vá gostar bastante. A escrita da Lucy Vargas me deixa muito curiosa, sempre escuto elogios e espero poder conferir um livro dela em breve.
    Adorei a sua resenha <3

    ResponderExcluir
  3. Que fotos lindas!! ♥ Eu nunca li nada dessa autora, mas tenho muito curiosidade em ler seus livros. E realmente os romances de época são sempre previsíveis, mas não consigo deixar de ler um todo mês! ♥
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu adoro essa série. A escrita da Lucy é bem envolvente e posso adiantar que melhorou bastante nos livros seguintes. Espero que você se encante com os próximos enredos.
    Henrik e Caroline foram me conquistando aos poucos e foi bom poder relembrar algumas partes dessa trama lendo sua resenha.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Esse livro também foi meu primeiro contato com a escrita da autora. Eu também adorei a leitura, especialmente por ter sido um romance que foi construído aos poucos. Além disso, amei a personalidade dos protagonista. Caroline é uma personagem muito forte mesmo e admiro a forma como ela aprendeu com tudo que viveu e se fortaleceu.
    Enfim, amei a sua resenha e fico feliz que tenha gostado da leitura. Estou ansiosa para ler outros livros da autora.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu não costumo ler romances de época, então confesso que poucos costumam chamar a minha atenção, sabe? Esse eu ainda não conhecia e não fiquei muito animada com a premissa, mas gostei de saber que o romance não é instantâneo, porque não gosto de romances assim.
    Enfim, não é um livro que eu leria, mas gostei de conferir suas impressões.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  7. Que capa bonita desse livro. Nunca tinha ouvido falar dele. Parece ser uma história muito boa. Adorei a indicação!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu li esse livro na época do lançamento e gostei basntante, achei bem diferente e ao mesmo tempo previsivel (como vc disse dá para imaginar o final), se tiver a oportunidade leia o segundo ;)
    bjos

    ResponderExcluir