Destaques

Resenha #255: A sala das borboletas

Por Polly - Entre Livros e Personagens •
07 abril 2020


Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje é dia de resenha aqui no blog e vamos conversar sobre minhas impressões de leitura do último livro da Lucinda Riley publicado no Brasil pela Editora Arqueiro. Vamos conversar um pouco sobre A sala das Borboletas?


Em uma narrativa que intercala passado e presente conhecemos a história de Posy Montague, uma mulher que já passou por muito na vida e agora vive só na Admiral House, a propriedade herdada de sua família. Posy vendo a propriedade se deteriorar acaba por decidir que chegou a hora de vende-la.

Enquanto acompanhamos sua vida nesta casa, um amor do passado que está de volta e seu relacionamento com seus filhos Nick e Sam, acompanhamos também sua infância na propriedade, a vida com seus pais e a mudança que a mesma teve quando seu pai foi lutar na guerra como piloto.

Em meio a história de Posy, acompanhamos ainda a vida de personagens secundários que se envolvem direta ou indiretamente na vida de seus filhos.

É em meio a diversos personagens e dilemas que acompanhamos segredos do passado retornando ao presente, nos enredando e surpreendendo.


Sim, esta é uma história bem a cara de Lucinda Riley. Se você costuma acompanhar os livros da mesma – que eu particularmente adoro – sabe que a autora costuma usar esta ‘fórmula’ em seus livros, onde sempre passado e presente se intercalam e se enredam de alguma forma.

Encontrar tal união em seus livros nunca tinha sido um problema, visto que ela o faz com maestria, de uma forma muito interessante, no entanto, no que tange a este livro, eu acabei tendo algumas ressalvas.

Sinceramente, eu senti que a maioria das digressões – com exceção das duas últimas – quebravam muito o ritmo da história e por mais que fossem necessárias a construção da trama, estas poderiam ter sido mais enxutas, sabe? Esse foi um ponto que fez com que eu sentisse que a leitura não estava rendendo e não saía do lugar.

No entanto, se as voltas ao passado davam essa impressão, as partes relativas ao presente prendiam e me fazia ler sem parar, em busca de respostas, mostrando com mais clareza a escrita envolvente de Lucinda, que sempre me prendeu.


Em relação aos personagens, estes foram muito bem construídos para mim, cada um com suas peculiaridades, falhas e qualidades, e ficava bem curiosa para saber o rumo que iriam tomar. Gostei da forma como a autora os conduziu, conseguindo dar um rumo para a história de cada um deles, não deixando nada em aberto.

Em meio aos mistérios do passado, muitos temas importantes eram discutidos no presente, como a perda, o luto, violências domésticas, relacionamentos tóxicos, dentre outros, que não podem ser citados agora pois seriam spoiler.

Outro ponto positivo foi o mistério, que se manteve até o final e me pegou de surpresa. Ele deu o tom que a trama precisava e nos fez entender muito pelo que Posy passou e quem ela se tornou.

No geral este foi um bom livro, apesar das ressalvas elencadas acima. Possui uma trama bem construída, consistente, com personagens principais e secundários bem desenvolvidos e aborda temas muito importantes e de uma forma bem responsável. A parte que retrata o presente foi fantástica e acabou por compensar, de certa forma, as voltas ao passado que em sua maioria não fluíram tão bem. Sendo assim, não posso deixar de recomendar essa leitura a vocês que também apreciam este tipo de narrativa.

Espero que tenham gostado da dica de hoje. Não deixem de comentar,ok? Beijos e até o próximo post!






Título: A sala das borboletas
AutoraLucinda Riley
EditoraArqueiro
Nº de Páginas: 496
Compre Aqui (Comprando pelo meu link você me dá uma pequena comissão e não paga nada a mais por isso) 
Posy Montague está prestes a completar 70 anos. Ela ainda vive na Admiral House, a mansão da família onde passou uma infância idílica caçando borboletas com o pai e onde criou os próprios filhos. Porém, a casa está caindo aos pedaços e Posy sabe que chegou a hora de vendê-la.
Em meio a essa angustiante decisão, ela precisa lidar com os dois filhos, tão diferentes entre si. Sam é um fracasso nos negócios e, a cada empresa falida, se torna um homem mais amargo. Já Nick, o mais novo, retorna de repente à Inglaterra depois de dez anos morando na Austrália, fugido de uma decepção amorosa.
Para completar, Posy reencontra Freddie, seu primeiro amor, que agora deseja explicar por que a abandonou cinquenta anos atrás. Ela reluta em acreditar nessa súbita afeição, percebendo que ele tem um segredo devastador para revelar.
Mesclando narrativas do presente e do passado, A sala das borboletas mais uma vez mostra a habilidade de Lucinda para criar uma saga familiar inesquecível.

Comentários via Facebook

12 comentários:

  1. Oi Pollyanna.

    Eu estou com este livro pra ler ma meta de leitura e pretendo lê -lo em breve. Gostei de saber que a historia possui temas importantes como a perda, o luto e violências domésticas. Ainda mais sabendo que contém uma trama bem construída vou embarcar nessa experiência em breve. Parabéns pela resenha e obrigada pela dica.

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Já li alguns livros da autora e gostei muito. Pretendo um dia ter todos e lê-los. Claro que não existe livro perfeito, então foi muito positivo conhecer o que não te agradou tanto. Parabéns pela leitura e resenha.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Polly.
    Ainda não tive a chance de ler nenhum dos livros da autora, mas morro de vontade. Fiquei super curiosa para conhecer essa trama. Gosto dessa mistura de presente e passado. Além disso, tô doida para descobrir que mistério é esse!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca li nada da autora, mas preciso fazer um comentário bem pessoal: a arte da capa poderia ter sido melhor.
    Pronto, agora sobre a história: Amo mistérios e gostei de saber que o da história foi o suficiente para te manter envolvida até o final. Apesar da ressalva, acredito que daria uma chance para essa leitura, sim.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  5. Gostei das suas ressalvas. Eu li apenas um livro da autora e gostei da narrativa dela, mas também senti uma certa dificuldade em alguns pontos. Gosto quando os livros são intercalados entre presente e passado. Isso faz com que a gente se envolva, de alguma forma, na história. Bom, vou deixar esse livro na minha lista, pois a premissa me deixou curiosa e espero conhecer em breve.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Eu adoro esse tipo de leitura, não conhecia a obra nunca li nada da autora mais adorei sua resenha e fiquei muito empolgada para ler também!

    ResponderExcluir
  7. Olá tudo bem ?
    Vejo muita gente elogiando a autora, mas nunca li nada dela. O livro que tinha dela, vendi.
    Essa coisa de ficar indo e voltando no tempo, me incomoda um pouco se não é feito de uma forma adequada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Apesar de sempre ouvir muitos elogios sobre a escrita dessa autora, ainda não tive a oportunidade de ler nenhum. Acho interessante essa questão de misturar o passado e o presente, mas é uma pena que isso não tenha funcionado tão bem nesse livro. É ruim quando o ritmo da trama é quebrado né? Mas gostei que o mistério se manteve ao longo do livro e te surpreendeu. Além disso, parece que a parte do presente é bem interessante mesmo.
    Adorei sua resenha e que bom que, apesar das ressalvas, a leitura valeu a pena. Pretendo ler algo da autora em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi Polly, tudo bem?
    Já li várias resenhas desse novo livro da Lucinda Riley e a tua é a primeira que fala sobre as voltas ao passado não serem tão envolventes. Como não li, opinar não está no meu alcance. Mas a proposta da história sem dúvida é bem interessante e dá o que falar se for bem desenvolvida.
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky...
    http://www.osvampirosportenhos.com.br

    ResponderExcluir
  10. Para ser sincera o livro não me empolgou e merece uma nota 6. Prefiro os livros da Kate Morton que sempre são arrebatadores e possuem uma narrativa intensa.

    ResponderExcluir

Instagram

© Entre Livros e Personagens – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in