Destaques

Resenha #281: Esplêndida

Por Polly - Entre Livros e Personagens •
07 setembro 2021

 


Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje é dia de comentar um pouquinho sobre “Esplêndida”, o primeiro livro da trilogia Damas Rebeldes, da Julia Quinn.


Desde que soube do lançamento desse livro fiquei com muita vontade de ler, em partes por ser do meu gênero favorito da vida, escrito por uma das minhas autoras favoritas. Mas a curiosidade ultrapassava esses dois pontos, visto que se trata do livro escrito e publicado por Julia Quinn.


Querer ler o livro de estreia de uma de suas autoras favoritas é algo que desperta sentimentos conflitantes: de um lado, a famigerada curiosidade e do outro o receio de não gostar de tanto um livro de estreia após ter lido tantas obras incríveis.


Pelo sim e pelo não resolvi me aventurar e acabei tendo uma experiência de leitura muito positiva, o que vai de encontro as críticas negativas que tenho encontrado.



Em Esplêndida encontramos a história de Emma, uma americana que tem um tino para os negócios, mas que devido a época não poderá assumir os negócios de seu pai, visto que ninguém negociaria com uma mulher. O pai, querendo que a filha se case, a envia a Londres para que debute e tenha a experiência de uma temporada social.


Emma parte então para sua experiência, no entanto, não possui qualquer intenção de se casar. Em meio a preparativos que a deixam ansiosa, ela acaba se vestindo como uma das empregadas de sua tia e se envolve em um acidente.


Eis que nesse momento ela conhece o Duque de Ashbourne, um solteiro convicto que não possui qualquer intenção de se casar.


Acompanhamos esse primeiro encontro e confesso que ali eu pensei que não gostaria de Alex, de forma alguma.  No entanto, quando nossos personagens começam a se conhecer e se tornarem amigos, para mim foi impossível não me encantar pelos dois.


"(...) Você está com medo. É muito mais fácil se fechar para as pessoas do que amá-las. Se você mantiver o coração atrás de um muro, ninguém será capaz de se aproximar o bastante para derrubá-lo".



Sim, aqui temos um romance onde primeiro surge uma amizade, seguida de uma atração que se transforma em amor. Temos protagonistas que na tentativa de não se apaixonarem acabam por fazê-lo e cá entre nós? É muito gostoso acompanhar esses sentimentos florescendo.


Além dos protagonistas, temos também personagens secundários engraçados, perspicazes e que só deixam a trama mais especial. Aqui, deixo um destaque para Belle, prima de Emma, que será protagonista do livro dois e que me ganhou por completo.


Este foi um excelente romance de estreia, que demonstra todo o potencial de Julia que viria pela frente. Sim, aqui temos um romance previsível, repleto de clichês, mas temos também personagens apaixonantes, um enredo leve, divertido, onde a autora nos presenteia com um enredo que arranca suspiros.


Sendo assim, só me resta recomendar esse livro a todos vocês, seja para se deliciarem com um romance leve, ou para conhecerem a estreia dela, que é uma das autoras mais renomadas do gênero. Por aqui, fico no aguardo do segundo livro, com as expectativas nas alturas.


E essas foram as impressões de leitura de hoje. Não deixem de comentar, ok? Beijos e até o próximo post!





Autora: Julia Quinn

Editora: Arqueiro

Nº de Páginas: 336

Esplêndida é o romance de estreia de Julia Quinn e inaugura a trilogia Damas Rebeldes.

Consagrada autora da série Os Bridgertons, que se tornou um verdadeiro fenômeno de audiência na Netflix, Julia Quinn já vendeu mais de 2 milhões de livros no Brasil e 15 milhões no mundo.


Existem duas coisas que todos sabem sobre Alexander Ridgely. A primeira é que ele é o duque de Ashbourne. E a segunda, que é um solteiro convicto.

Isso até uma linda jovem se jogar na frente de uma carruagem para salvar a vida do sobrinho dele. Ela é tudo que Alex nunca pensou que desejaria em uma mulher: inteligente e engraçada, cheia de princípios e corajosa. Mas é uma criada, inadequada para um nobre. A menos que, talvez, ela não seja bem o que parece...

A herdeira americana Emma Dunster pode estar cercada por ingleses, mas isso não significa que pretenda se casar com um, mesmo tendo concordado em participar de uma temporada em Londres.

Quando ela sai da casa dos primos vestida como criada, só quer um último gostinho de anonimato antes de ser apresentada à sociedade. Em vez disso, vai parar nos braços de um duque perigosamente lindo. Em pouco tempo, fica claro para Emma que o amor floresce quando menos se espera e é capaz de derreter até o mais teimoso dos corações.


Comentários via Facebook

12 comentários:

  1. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    Esse livro está na minha lista de desejados e estou simplesmente loooooouca pra ler! Seus comentários a respeito me fizeram desejar a leitura ainda mais...
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Polly!!

    Eu sempre vejo tanta gente falando da Julia Quinn e sempre são coisas bem opostas, ou amam demais ou odiaram com força HAHAHAHA Eu tô começando a me aventurar por essa coisa do romance de época que era algo que eu não fazia muito, mas tô gostando. Quem sabe eu tome coragem pra ler algo dela?
    Adorei o post e as fotos ficaram belissimas!!

    ResponderExcluir
  3. Faz tempo que não leio nada da Julia. Esse livro eu acho que vi mais comentários positivos que negativos...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Nossa achei tão lindas as fotos.
    Não tinha lido nada sobre esse livro, mas já vi pelo skoob.
    Achei a capa bonita e gostei da sua resenha.
    Beijos!
    www.pamlepletier.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Poli.
    Eu amo romances de época. Está entre meus gêneros favoritos e também costumo gostar dos livros da Julia.
    Esse e o segundo já estão lá no carrinho da Amazon, só esperando o dinheirinho. Espero ter uma boa experiência de leitura como você.
    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Oi Polly,
    Faz alguns anos que não leio romances de época, preciso voltar a ativa!
    A Júlia não é minha autora favorita do gênero, mas como gostei da capa, quero dar uma chance a essa série logo logo, estou de olho nas promoções, rs.
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi! Hoje mesmo estava olhando o livro e pensando em encaixar nas próximas leituras. A Julia foi a autora que me inseriu nos romances de época e quero muito conferir esta obra. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Olá! Tudo bem?
    Eu fiquei com receio de ler esse livro por causa dos comentários negativos que vi. Mas acabei me surpreendendo e amando a leitura. Gostei muito de como o romance foi construído e achei os personagens muito carismáticos. Eu também gostei muito da Belle e já estou ansiosa para ler o livro dela. Amei sua resenha e fico feliz que você também tenha gostado do livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi
    esse livro está na minha lista de desejado, gosto das histórias da Julia e nem sabia que esse era o livro de estreia dela, que bom que gostou de ler ele.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Polly, tudo bem? Acho essa edição tão linda. Aliás, é impossível não se encantar com os livros da autora. Ainda não tive oportunidade de ler mas sempre vejo muitos elogios. Com relação a clichês quem não gosta não é mesmo? Mesmo sabendo o que vai acontecer ficamos ansiosos e lendo mais rápido para descobrir se estávamos certos. Devia ser difícil naquela época as mulheres não poderem assumir os negócios da família e muitas vezes ser passado para um parente homem mais próximo. Amei suas fotos. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  11. Oi Polly!
    Amei a capa, romance de época é um dos meus gêneros favoritos e sendo da Julia fico mais desejosa ainda para ler. O enredo parece ser maravilhoso e chama a atenção para a mocinha a frente de sua época querendo sua independência. Parabéns pela resenha, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  12. Toda vez que leio uma resenha sobre alguma obra da autora fico com aquela sensação de que sou a única que não leu nada dela. Também adoro esse gênero literário, embora faça um tempinho que não pegue em um livro desse tipo para ler.

    ResponderExcluir

Instagram

© Entre Livros e Personagens – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in